Início » Arquivos » Brasil » 100 bilhões de reais para a banda larga no país

100 bilhões de reais para a banda larga no país

Governo federal estuda pacote de incentivo à instalação de fibra

Avatar Por

Três ministérios estão envolvidos na produção de um grande projeto que promete revolucionar as telecomunicações no país. Dados obtidos pelo jornal Folha de São Paulo dão conta de incentivos e investimentos que, no total, somariam mais de 100 bilhões de reais. A presidente Dilma estaria particularmente feliz com as ideias.

O setor de telecomunicações cresceu 0,9% no ano passado e há estudos que relacionam o fornecimento de banda larga com o crescimento direito do PIB (Produto Interno Bruto). Portanto, é mais do que bem-vinda uma iniciativa que, no cenário ideal, instalaria uma grande malha de fibra ótica no lugar dos fios de cobre do século passado.

E ai de quem contrariá-la

E ai de quem contrariá-la

Para chegar a este resultado há dois caminhos. O primeiro deles, também o mais querido dos ministérios de Comunicações, Fazenda e Planejamento, inclui o fim da concessão de telefonia fixa (atualmente nas mãos principalmente da Oi e da Telefônica/Vivo). Elas não precisariam devolver ao governo uma série de itens de infraestrutura do espólio da Telebrás que somam aproximadamente 17,3 bilhões de reais. A Folha informa que são orelhões, fios de cobre, edifícios e obras de arte.

Operadoras de telefonia precisariam apenas de uma licença do Executivo para prover o serviço de fixo e de banda larga. Além disso, o acesso a crédito no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) seria facilitado.

A segunda proposta poderia levar mais tempo e não atrair interessados. O governo gastaria menos em uma “megalicitação” para a instalação de fibra. Grandes teles continuariam como concessionárias com necessidade de devolver o espólio do sistema Telebrás em 2025 e ainda renovar o acordo com o governo de tempos em tempos.

O pacote de investimentos tem custo inicial estimado na centena de bilhões de reais e pode levar até uma década para se concluir.

Não é de hoje que o governo da presidente Dilma Rousseff trata a banda larga como fator importante de crescimento. O PNBL (Programa Nacional de Banda Larga), iniciado há dois anos, atraiu os provedores para a oferta de 1 Mb/s a algo próximo de 30 reais mensais. É uma forma de estimular o setor. Entretanto, a velocidade é pequena. Net Virtua, Oi e Vivo participam do programa. A GVT prefere não aderir ao PNBL.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Daniel Cunha
Me chamo Daniel, moro em Moji-Mirim-SP. Nos últimos dias minha familia tem sido procurada continuamente para ofertas relacionadas a disponibilização da fibra óptica, mesmo morando aqui no interior nos sabemos dos benefícios que essa tecnologia nos trará. No entanto, A PRÓPRIA VIVO ainda desconhece a batuta que lhe foi confiada em termos de disponibilidade de vetores de alta tecnologia, pois pasmém, a própria empresa DESCONHECE O FATO DE QUE A FIBRA OPTICA DERIVADA AO CABEAMENTO DE TV, AINDA NAO ESTÁ DISPONÍVEL NA LOCALIDADE ONDE MORO. Vivaaaa a Vivo !! Só um desabafo !!! Amo meu País !!!
Israel A Correia
100 Bilhoes pra que ? Bastava regulamentar e fiscalizar o que existe, botar a anatel nas mãos de quem conhece, mas é sempre essa piada. Acho que o Brasil só vai mudar com um Regime Militar e nas mãos de gente seria!
waltencir silva
bom a nossa internet e uma das mais caras do mundo e umas das mais piores, eu que faço faculdade de redes de computadores, sei disso, ja fiz comparações em relação a outros países, então este investimento, poderá melhorar o acesso a internet e também a outros serviços de telecomunicações, podendo baratear a internet, muito bom se sair do papel, investimento em tecnologia, ajuda o brasil crescer.
Giovanni Lenharo
Investir em educação que é bom ninguém quer né? ESTAMOS PERDIDOS
Uberdam Walker
100 bilhões para fibras óticas.... Bastavam 40 bilhões para resolver os problemas de saneamento básico do país inteiro e a Dilma sequer lembra disso....
Alexandre Abreu
Você se esquece que a GVT foi vendida para a Vivendi, que é multinacional... Antes de ser vendida, ela era DISPARADA a melhor empresa de telefonia do Brasil. As multinacionais, meu caro, SÓ querem saber de lucro aqui no Brasil. Não se iluda.
Vinnicius Araújo
Aqui a GVT tá boa, nunca tive problemas até agora.
Leonidas Lima
É no comeco tudo sao flores,mas assim que passam dos milhoes de assinantes e os societarios comecam a querer lucrar mais comecam os pesadelos,porem acredito que a gvt é a unica e provavel solucao para o brasil
Vitor
Acontece que a fibra é mais rápida do que o 4G, oferecendo muita velocidade e pouco ping. Acho que o Brasil não pode pular etapas, primeiro o fio tem que ser espalhado por aí, depois o 4G.
Vitor
Na verdade não, a GVT tá ficando uma bosta.
Thanara Corrêa
Tem é que rezar pra que agora saia, se não quem sabe quando haverá a próxima chance?
Alexander Piazzi
Um tanto atrasado, isso já era para ter feito a muito tempo...
Vinícius S Oliveira
Qual país vai receber esse bilhões para que nosso país tenha uma banda larga +- ?
Ruan Fernando Cardoso
Seria legal se ela mandasse as operadoras implantarem o 3G ponto. Pelo menos o 3G de verdade
ricardo
Um feixe com 36 fibras custa em torno de R$40.000,00 por quilômetro. Além disso, ainda é necessário adquirir os equipamentos da rede e bancar os custos de instalação, que em geral são bem altos.
Exibir mais comentários