lg-televisao-oled-84-instagram

CES 2013 em Las Vegas, EUA – A LG Electronics foi a primeira companhia a apresentar novos produtos para o ano corrente durante o pré-show da CES. Entretanto, mais do que novos aparelhos, os sul-coreanos focaram em explicar o conceito que têm da vida “smart” na qual todos os aparelhos da casa convergem e operam de forma integrada. Televisores de resolução Ultra HD foram a coqueluche dentre os lançamentos durante o ano.

O chefe de tecnologia (CTO) Scott Ahn alfinetou os concorrentes da Samsung ao dizer que no mercado ficou bem comum adicionar um ou outro recurso tecnológico para em seguida taxar o produto de “smart”. A LG aparece com aparelhos como refrigeradores, fogões e máquinas de lavar, entre outros, com tecnologia que lhes permite conversar com dispositivos móveis – em especial os celulares; a companhia sul-coreana não tem focado na integração com os tablets talvez por não oferecer nenhum amplamente, em escala global.

Mais do que alta definição

Funcionários da LG espalhados pela coletiva não cansavam de dizer que o Full HD com 1.080 linhas de resolução se tornou o padrão de mercado. É que os sul-coreanos vêm com força apostando no chamado Ultra HD, cuja resolução fica em 3840×2160 pixels (também conhecido como 4K). Tive a oportunidade de ver tanto o televisor de 84 polegadas quanto o de 55 polegadas. São cores vívidas e brilhantes que fazem você se perguntar se aquilo que está na televisão é mais nítido do que o mundo real (juro!).

Vou atrás de outros fabricantes ao longo da CES para verificar se a impressão se repete em outras marcas de televisão.

Novo controle remoto apresentado hoje permite até mesmo desenhar na tela da televisão o número do canal que se deseja assistir, bem como falar com o dispositivo. Continua sendo necessário aproximar o controle da boca para dar os comandos. Uma novidade diz respeito ao processamento do áudio: ele acontece no próprio controle e não mais no aparelho de TV.

Optimus G

Na coletiva da LG pudemos ver pela primeira vez o Optimus G funcionando. Este smartphone roda Android na versão Ice Cream Sandwich. Funcionário da fabricante dá ênfase para o visor de 4,7 polegadas com resolução de 1280×768 pixels. O modelo da AT&T possui câmera de 8 Megapixels, enquanto o da operadora Sprint passa por incremento no potencial fotográfica com captura de 13 Megapixels. Vale destacar também a capacidade de exibir dois aplicativos na tela de forma translúcida. Não sei qual é a utilidade do recurso, mas está lá.

Sabemos que a LG pretende vendê-lo no Brasil ainda no primeiro semestre. Informação não oficial.

Thássius Veloso viajou a convite da LG.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Raphael Rios Chaia
É o tipo de eletrodoméstico que vale a pena para ambientes grandes, salas de estar maiores que o usual, etc. Pobres mortais em suas salas de apê de 3x3 podem se virar muito bem com uma Led de 42 polegadas sem problema nenhum. Tendência do futuro será projetar a casa pensando nos eletrodomésticos... interessante :)
viniciusghietti
estou feliz com a minha. só uma duvida qual a diferença de full hd para hd ready?
Maurício Rodrigues
O problema de adquirir uma TV 4K agora é o preço e pouco material para usar todo o potencial do aparelho, custo x beneficio não existe. Daqui a um ano estas TVs pioneiras no 4K estarão ultrapassadas, pois incrementações ocorrerão.
Thanara Corrêa
Se eu não me engano já existe TVs 4k a venda por preços estratosféricos lá fora, e tão qual como o conteúdo 4k, que imagino que nem em disco seja, porque olha deve ser 1 HD pra cada filme, sei lá!
tiagoluz8
Se estivessemos em 1998, vc falaria isso das HDTVs (720p). Já existe sim conteúdo gravado em 4K, filmes principalmente, mas é a mesma história, daqui 5 anos vai ter muito conteúdo no formato.
Turdin
Mas se não me engano, o Full HD em filmes veio antes das TVs, não foi? E eu sempre imaginei que na verdade as TVs iriam seguir para o rumo do formato 21:9 ao invés de continuarem apenas incrementando a quantidade de pixels
Paulo Higa
Hoje não tem muito sentido mesmo, mas alguém tem que dar o primeiro passo. :-P O contrário também poderia ser verdadeiro: para que filmes em Ultra HD se não temos telas para isso?
Thássius Veloso
Eles estão pensando no futuro. Ultra HD está somente no começo. A LG disse que tem parceria com alguns produtores de conteúdo para distribuir material em 4K.
Turdin
Cade as gostosas semi-nuas para apresentar os produtos? Ok, voltando ao assunto, eu ainda não vi muito sentido nesse ULTRA HD, imagino ser bacana e tudo mais, mas... Que conteúdo consumiremos nessa resolução? Não tem vídeos, filmes, nada que está adequado pra isso atualmente, imagino que comprar uma dessa seja comprar uma TV "apostando" no futuro
RamonGonz
ta interessante a disputa entre fabricantes nesse mercado... tem gerado boas inovações
TaylerPadilha
Puxa vida, cadê a asiática do lado dessa telona?! :( Minha cota de downloads irá pirar quando/se eu começar a baixar séries nessa resolução aew! =/