CES 2013 em Las Vegas, EUA – Próxima geração de chips para celulares e tablets, o Tegra 4 foi anunciado oficialmente na coletiva de imprensa da Nvidia que antecede a CES 2013. Há uma série de promessas envolvidas nos novos processadores, dentre elas maior desempenho ao processar fotos (com tecnologia análoga ao HDR) e maior rapidez ao carregar páginas da internet.

Durante a demonstração do Tegra 4 foram usados dois tablets Nexus 7, um deles com o processador Tegra 3 quad-core, outro com a mais recente adição à linha de processadores da Nvidia. Claramente deu para perceber que o desempenho do Tegra 4 supera em muito o da família anterior de processadores.

Ainda permanece não resolvida a ausência de modem LTE integrado ao chip, mesmo problema da linha Tegra 3. A Nvidia ainda não encontrou uma forma de unificar os componentes. Fabricantes de celulares, tablets e quiçá notebooks terão de adicionar o LTE à parte, o que pode impactar no consumo de energia elétrica. Essa costuma ser a maior vantagem dos chips para dispositivos móveis: gastar menos para que os gadgets fiquem mais tempo no bolso dos consumidores antes de recorrer à recarga. Icera i500 é o nome do chipset oferecido pela Nvidia para adicionar conectividade por LTE a dispositivos móveis.

Tegra 3 utiliza arquitetura de 40 nanômetros. Pode ser que o Tegra 4 tenha chegado a um novo estágio de miniaturização com 28 nanômetros. Essa informação não foi confirmada pela fabricante até a publicação deste artigo.

A Nvidia ainda não informou o clock previsto para a linha Tegra 4. De acordo com a empresa, tanto fotos quanto vídeos serão processados pelo mesmo esquema do HDR por hardware. Em última instância, significa que qualquer software de edição de imagem atualmente disponível será compatível com a tecnologia.

Ainda segundo informações da fabricante, o processador recém-anunciado suporta vídeos em resolução ultra-HD (o chamado 4K).

Thássius Veloso viajou a convite da LG. (Texto atualizado às 05h13)