O Netscape foi o primeiro navegador, em meados dos anos 1990, a permitir que pessoas comuns acessassem a web. Com ele, a web não ficou restrita a nerds e pesquisadores, que sabiam como procurar as informações. Pois bem, o tempo passou, o Internet Explorer chegou, e o Netscape foi liquidado.

Algo como "rocha derretida" em português.

Algo como "rocha derretida" em português.

Marc Andreessen, fundador do Netscape, volta ao desenvolvimento de navegadores anos depois de ver o naufrágio do Netscape. Junto a outros investidores, ele fundou a start-up RockMelt, que pretende lançar um browser “diferente”.

Segundo Andreessen, os navegadores atuais não acompanharam a evolução da própria web. “Há muitas coisas que você faria de forma diferente se estivesse fazendo um browser do zero”, disse ele ao NY Times.

Faltam detalhes sobre como o RockMelt funcionaria, mas um repórter descobriu, na política de privacidade do site do navegador (que por enquanto não tem nada), que ele teria recursos integrados à rede social Facebook. Coincidência ou não, Marc Andreessen é um dos diretores do Facebook.

Um dos problemas que o novo navegador poderia enfrentar é a distribuição. O Chrome, navegador que foi lançado mais recentemente e que é do onipresente Google, até agora conseguiu apenas 2% do mercado de navegadores. Andreessen, no entanto, já tem uma resposta para essa questão: “Se você conseguir convencer os milhões de usuários do Facebook de que essa [o RockMelt] é uma forma melhor de fazer o que eles fazem no Facebook, seria uma oportunidade de tirar vantagem disso”.

O jeito é aguardar para ver o que o RockMelt trará de inovador. Ou não. [PC World/NY Times]

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@acm_on
Relembrar é (re)viver, amigo Thássius! lol Olha como ele cresceu!
Wilson
só que ele é reconhecido como chrome xD
Wilson
tô postando dele agora! :)
@himynameisfii
Mal posso esperar!
Thássius Veloso
Pode deixar ;)
Dione
Oba oba oba! Mais um navegador na briga! Estou ansioso para ver o que vai ter de novidade. Quanto mais concorrência tiver, melhor será a qualidade da qual poderemos usufruir! (pelo menos teoricamente) Mantenha-nos informados Thássius!