Início » Arquivos » Antivírus e Segurança » Militares brasileiros vão monitorar a ação de hackers

Militares brasileiros vão monitorar a ação de hackers

Forças Armadas devem proteger sistema de abastecimento elétrico

Avatar Por

Captura de “Die Hard 4.0” – imagem meramente ilustrativa

O Ministério da Defesa aprovou há alguns dias a criação de um órgão ligado às Forças Armadas responsável por preparar o país para eventuais ataques de natureza cibernética por meio da internet. Em pauta, a necessidade de dificultar as atividades criminosas por meio da rede mundial de computadores. O Sistema Militar de Defesa Cibernética está previsto na Política Cibernética de Defesa, publicada no “Diário Oficial da União” de 27/12/2012.

Por meio do Sistema, as Forças Armadas atuarão em conjunto, subordinadas ao Ministério da Defesa, na criação e normatização de processos que permitam ampliar a segurança na rede. Engenheiros civis e militares participarão do processo de implementação do órgão. Além disso, de acordo com a agência de notícias governamental, o Sistema deverá integrar as ações de natureza cibernética em já curso.

Há pelo menos dois motivos especiais que amplificam a necessidade do novo Sistema Militar de Defesa Cibernética: a Copa do Mundo da FIFA em 2014 e a Olimpíada de 2016 no meu Rio de Janeiro. Ambos os eventos devem atrair a atenção de crackers (os hackers do mal) para o país e para a chamada Cidade Maravilhosa. Aumentam, portanto, as chances de o país passar por dificuldades devido a ataque a sistemas considerados vitais, como o de abastecimento de energia elétrica e o sistema financeiro. Pelo menos no último caso existe grande investimento dos bancos para evitar maiores problemas nas redes que sustentam as operações bancárias de norte a sul.

Funcionários do órgão vão participar de treinamento e simulação para situações de emergência. Também têm o dever de monitorar e localizar crackers baseados em território nacional.

Tecnoblog tentou contato com o Ministério da Defesa e não obteve retorno até a publicação da matéria. Gostaríamos de saber o orçamento previsto para o Sistema e quando ele entrará efetivamente em ação.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Bruno Araújo
Haverá algum tipo de recrutamento?
gokernel
rsrszs, pois foi também este tipo de "rede" que derrubei pois o meu irmão não queria deixar dormir nela ... o que fiz? : cortei as cordas. -;).
Jeferson Guarani Kaiowá
Perfeito Thássius Veloso!
Edmilson
Sei desenhar no Paint, usar o Facebook e jogar Minecraft, já estou contratado?
Diego Piza
Eu já derrubei redes. Obesidade é uma merda!
e.ricardo
estou aberto a contratações !
RamonGonz
acho que demoraram pra fazer isso... nos EUA ha muitos anos a segurança na internet é questão de segurança nacional e comandada pelo pentagono. Espero que de certo, e espero que contratem especialistas, e não dependam só dos técnicos das forças armadas.
RamonGonz
perfeito...
qgustavor
As vezes eu faço isso, tentando acessar um site famoso, junto com outras milhares de pessoas. Ainda bem que minha credencial de hacker não passa de newbie, comparado outras pessoas.
Thássius Veloso
Para evitar qualquer tipo de confusão. Adotamos o conceito de "hacker" como aquele sujeito que compreende computação e programação. "Cracker" é a parcela de hackers que utiliza os conhecimentos para fins nada benéficos.
gokernel
ora, berrubar uma "rede" é como brincar ;) outra vez estava sem nada pra fazer e derrubei uma em apenas 15 minutos de tentativas ... querem saber rapidamente como fiz ???
Guilherme Silva
Crackers (os hackers do mal) hahha, demais. Acho difícil hein.
YanGM
Deveriam monitorar os hackers atuais e pegar alguns pra trabalhar no governo desenvolvendo defesas. Se bem que hacker brasileiro só sabe pegar exploit no google...