A HP, maior fabricante de computadores do mundo, anunciou uma forma nova e um tanto quanto curiosa de vender seus equipamentos no Japão. Para atrair novos consumidores, a empresa planeja oferecer computadores por preços entre US$ 50 (aproximadamente R$ 93) e US$ 100 (R$ 186), com acesso à internet através da rede de telefonia celular e Wi-Fi para conexão em hotspots espalhados pelo país.

O pulo do gato está na forma como isso será feito. Tudo começa com a HP arrendando espectros de telefonia celular da pequena empresa Japan Communications, que por sua vez aluga banda excedente da gigantesca DoCoMo. Ou seja, a HP se transformará numa espécie de operadora de telefonia, sem ter que se preocupar com antenas ou manutenção da rede. Ela poderá decidir quais equipamentos serão autorizados na rede, como câmeras digitais com 3G/Wi-Fi, notebooks, netbooks e smartphones.

Computadores da HP vendidos no Japão a preços mais do que baixos terão 100 minutos de acesso à internet garantidos, através da rede de telefonia e do Wi-Fi em restaurantes, aeroportos, shoppings, estações de trem e metrô e demais estabelecimentos. Os minutos excedentes que o usuário por ventura utilizar serão cobrados na conta mensal da HP, que proverá SIM cards para seus clientes.

O próximo passo seria a cobrança pelo acesso a conteúdo nesses notebooks, mas por enquanto a HP ainda não anuncia essa funcionalidade (só diz que a considera).

No Brasil ainda não existe um fabricante de computadores que também forneça plano de dados em rede de telefonia e Wi-Fi para os clientes. Por enquanto, o que temos são parcerias entre fabricantes e lojas de operadoras de telefonia, que vendem netbooks com SIM cards 3G instalados e habilitados.

[NewsFactor]

Comentários

Envie uma pergunta