Início / Arquivos / Legislação /

Agência Ag407 processa blog Pristina.org

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

ag407-vs-pristinaA agência de publicidade Ag407 decidiu processar o blog Pristina.org por danos morais. Uma liminar foi concedida em favor da agência, que obriga o Pristina.org a tirar do ar todos os posts que citem a empresa, seus sócios e também funcionários.

A Ag407 acusa o Pristina.org de permitir que comentários “derrogatórios” sobre a empresa fossem autorizados em um post no qual Felipe Tofani, autor do blog, noticiava que o site da agência estava exibindo uma solicitação de cobrança, mensagem não autorizada que a agência diz ter sido publicada após uma invasão hacker.

A reportagem do Tecnoblog falou com Alex Schonburg, diretor responsável pela Ag407, que disse que o Pristina.org desqualificou a agência e que iniciou uma campanha para adoção de avatares de Twitter com imagens difamatórias e insultos. Segundo Schonburg, o processo contra o Pristina.org acontece porque o blog foi co-responsável pelos comentários publicados, que possuiriam teor racista, violento e com incitação à destruição da propriedade alheia.

Pedro Villalobos, sócio da empresa de hospedagem que mantém o Pristina.org no ar, disse ao Tecnoblog que alguns comentários publicados no Pristina.org tinham ameaças ao autor do post e ao blog. Segundo Villalobos, esses comentários tinham autores de nomes distintos, mas partiam de um mesmo IP, o que o empresário considerou suspeito.

Por enquanto Felipe Tofani prefere não comentar o assunto, por orientação dos advogados. A nota que substitui os posts originais sobre a invasão no site da Ag407 no Pristina.org é intitulada de “Esse é um blog censurado”. Nela Tofani agradece a todos que participaram da campanha “#freepristina”, no Twitter e nos blogs, e diz que “as coisas não acabaram aqui”.

Já Villalobos, em post sobre o assunto no PVilla.com, traz para a discussão a questão da liberdade de imprensa. “Um caso como este pode simplesmente dar margem ao que já ocorre na China (Twitter, Facebook, MySpace e YouTube bloqueados): controle total e absoluto sobre tudo que é publicado, dito, falado e quase pensado”, escreveu Pedro Villalobos.

Questionado sobre o porquê da agência não ter processado o Blue Bus, o diretor da Ag407 disse que o site só publicou nota sobre o hackeamento, dando direito de resposta para a empresa e sem publicar comentários ofensivos de leitores. Por fim, Alex Schonburg disse que a liminar contra o blog foi concedida e que ações cíveis e criminais estão em andamento.

[Atualização às 18:30] O Pristina.org deu espaço para que a Ag407 se pronunciasse. Em 29 de junho o autor do blog escreveu: “Ontem eu tentei entrar em contato com a Selma e o Alex Von Schonburg da Ag407, mas não tive nenhuma resposta. Esperava que eles fossem gostar de deixar claro que a empresa não é caloteira, como anda sendo acusada. Mas a ausência de resposta deles deixa os comentários desse post com uma voz ainda maior”. O post não está mais no ar.