Início / Arquivos / Celular /

Google já está testando app de mapas para iPhone

Aplicativo terá navegação ponto a ponto, informa jornal americano.

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Vá se preparando para a próxima disputa entre Google e Apple. Dois gigantes da informática, ambos competem em plataforma móvel para celular e agora, com sistemas de localização geográfica próprios, desejam chamar a atenção dos proprietários de iPhones, iPads e outros iTrecos ao redor do mundo.

Segundo informa o conceituado jornal de negócios Wall Street Journal, o aplicativo do Google para levar mapas ao celular da Apple entrou em teste externo nessa semana. Quer dizer que pessoas de fora da empresa foram convidadas para averiguar os recursos e funcionalidades do software antes que ele chegue à App Store, loja de aplicativos dentro do iTunes.

Por enquanto o Google se recusa a comentar sobre “aplicativos que não foram enviados para aprovação” dos avaliadores da Apple.

Entre os supostos predicados que o app teria está a navegação ponto a ponto com instruções por voz. Reza a lenda que a Apple desejava muito ter recurso similar a esse quando o Google ainda oferecia a tecnologia de mapas do iPhone, mas o gigante das buscas não quis entregar o ouro sem pedir nada em troca  – o Tecnoblog reportou que a companhia pediu que a Apple colocasse o desimportante Google Latitude integrado ao Mapas do iOS.

A Apple trocou a tecnologia do Google por outra desenvolvida internamente a partir de aquisições de startups em setembro, quando lançou o iOS 6 em conjunto com o iPhone 5. Desde aquele momento não param de chegar relatos de consumidores irritados com o programa nativo cheio de falhas e com mapas problemáticos. O CEO Tim Cook teve de pedir desculpas públicas pelo ocorrido.

Além das duas suspeitas enumeradas acima, a Nokia também quer saber onde os usuários estão. Desde 2007, a companhia detém a Navteq, especializada em mapas e localização geográfica. A Nokia anunciou nessa semana a nova versão da plataforma de mapas, agora chamada de Here, com webapps funcionando em Android e iOS. Windows Phone utiliza por padrão os mapas da fabricante finlandesa.

Três das maiores empresas de tecnologia móvel apostam alto na localização geográfica para apresentar uma melhor experiência de usuário. Destaca-se o Google Now, serviço integrado ao Jelly Bean. Ele detecta os hábitos e a localização do dono do aparelho para dizer se aquele trajeto de sempre de casa até o trabalho será mais demorado ou, caso esteja em outro país, qual é a cotação entre o dólar e a moeda local.

Alguns serviços ainda empregam os mapas do sistema de localização colaborativo OpenStreetMap. Acesse o Foursquare no seu navegador e você vai reparar que os mapas em nada se parecem com aqueles fornecidos por Apple, Google ou Nokia.