Uma das primeiras grandes disputas de patentes abertas pela Apple foi encerrada essa semana. Para quem não lembra, em março de 2010 a empresa da maçã processou a fabricante Taiwanesa HTC por infração de pelo menos 10 patentes relacionadas aos aparelhos Android vendidos por ela. Mas depois de mais de dois anos de conversa, as empresas finalmente chegaram a um acordo.

Os detalhes desse acordo? Não se sabe: são todos confidenciais. A disputa foi encerrada no domingo e nenhuma das duas fabricantes declarou muito sobre o assunto. Tim Cook, CEO da Apple, disse apenas que “estamos satisfeitos por ter chegado a um acordo com a HTC” e Peter Chou, CEO da HTC, declarou “a HTC está satisfeita em ter resolvido sua dusputa com a Apple […] para que possamos focar em inovação no lugar de litígio”.

O acordo de patentes dá por encerrado todos os processos que a Apple tem contra a HTC (e vice-versa) ao redor do mundo e é válido por 10 anos. Segundo o consultor de litígios envolvendo patentes Florian Muller, o acordo é “esperado e inesperado ao mesmo tempo, já que nenhuma das empresas tinha muita vantagem sobre a outra”. Resta saber se os processos voltarão depois dos dez anos passarem – já que o próprio Steve Jobs prometeu gastar até o último centavo da Apple na briga judicial contra o Android.

21 milhões por um relógio suíço

Enquanto em Taiwan a empresa da maçã ganha, na Suíça ela teve que se desfazer de uma quantia considerável em dinheiro por ter usado o design de um relógio suíço sem pedir. Por causa disso, a empresa dona do design, chamada Mondaine, ameaçou processar a Apple no final do mês de setembro.

Relógios: pouco mais do que similares | Crédito: CBS Interactive

Ao que parece, de acordo com a CNET, esse problema foi resolvido depois que Tim Cook assinou um gordo cheque de US$ 21 milhões à Mondaine. A informação dos valores não é oficial e sim de fontes ligadas à Mondaine e ouvidas por um jornal suíço.

E se for mesmo esse valor, não é nada que a Apple não vá recuperar com 10 anos de licenças de patentes da HTC. Ou com uma multa bilionária da Samsung.