Início / Arquivos / Internet /

A duas semanas da Black Friday, é hora de guardar os preços

Rafael Silva

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A chamada Black Friday é, nos EUA, um dia em que as grandes lojas de varejo dão grandes descontos em produtos. Aqui no Brasil essa data começou a ser amplamente adotada no ano passado, com a participação de muitas lojas de comércio eletrônico (a loja online da Apple era a única participante antes disso). Hoje, faltando 16 dias para a promoção, é melhor tomar as precauções para garantir que a bagunça do ano passado não se repita.

Preço inflado no site Walmart no ano passado: PROCON de olho.

Para quem não se recorda, em 2011 algumas lojas de comércio que participaram da Black Friday no Brasil tentaram inflar previamente os preços dos seus produtos para que, no dia da promoção, os descontos parecessem maiores e motivassem a compra. Vários consumidores perceberam a manobra e até o PROCON foi envolvido na época. A dose foi repetida um mês depois, durante o chamado Boxing Day.

Então se você está interessado em um produto que pode receber um desconto generoso no dia 23, vá até a loja e guarde o quanto ele custa hoje e nos próximos dias, talvez até com captura de telas. O site Busca Descontos tem uma lista de quais lojas já confirmaram presença no dia e dentre elas estão os usuais suspeitos: Americanas.com, Submarino, Shoptime, Extra, Walmart, Fnac e vários outros. E o site Baixou mostra a variação de preço de cada produto, então também pode ser útil.

E se mesmo com o fiasco do ano anterior as lojas repetirem o comportamento da inflação de preços, por favor, não deixe de nos avisar. Nosso formulário de contato está a um clique de distância.