É ele mesmo. A Samsung revelou hoje o Nexus 10, um tablet que vazou nas últimas semanas e tem como destaque a tela de 10 polegadas com altíssima resolução: são 2560×1600 pixels, resultando em uma definição de 300 pixels por polegada — mais que os 264 ppi da Retina Display do iPad.

O Nexus 10 tem processador de sobra, e esperamos que o Android 4.2 tenha sido otimizado para rodar bem nessa tela. O chip é o novo Exynos dual-core de 1,7 GHz com núcleo Cortex-A15, que promete melhor desempenho e eficiência energética em relação aos atuais Cortex-A9. Nos benchmarks, o Exynos 5 Dual ultrapassou o Apple A6, o Atom Z2460 e o Snapdragon S4 com um pé nas costas.

Completam as especificações uma bateria de 9.000 mAh (até nove horas de reprodução de vídeo), 2 GB de RAM, câmera traseira de 5 megapixels, câmera frontal de 1,9 megapixel, dois alto-falantes frontais, saída de vídeo microHDMI, NFC e armazenamento interno de 16 GB ou 32 GB — sem slot para cartão microSD, como de costume na linha Nexus. Tudo isso dentro de uma carcaça com design estranho e pesando apenas 603 gramas.

Para tentar conquistar usuários, Samsung e Google apostam em preços atrativos: apenas US$ 399 para o modelo de 16 GB e US$ 499 para o modelo de 32 GB, somente com conexão Wi-Fi. É US$ 100 mais barato que o iPad. Ele será vendido diretamente da Play Store a partir do dia 13 de novembro nos EUA, Reino Unido, Austrália, França, Alemanha, Espanha, Canadá e Japão.