Início / Arquivos / Brasil /

Claro Vídeo, a Netflix da Claro, é anunciada

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Rio de Janeiro – A Claro anunciou durante coletiva na feira Futurecom a disponibilidade futura de um serviço com jeitão de Netflix. O Claro Vídeo funciona como uma central de vídeos e demais conteúdos, entre eles séries e clipes musicais, pelo qual o cliente paga mensalmente ou a cada item que decidir assistir. O serviço deve entrar no ar no primeiro trimestre do ano que vem, de acordo com informações fornecidas pela assessoria de imprensa do grupo.

Embora tenha Claro no nome, o novo serviço anunciado hoje não se junta a outras ofertas da companhia. O pagamento será mensal, como se fosse Netflix, ou por item adquirido, modelo de pagamento adotado pela Apple com a iTunes Store nos Estados Unidos e demais países onde atua.

Claro Vídeo foi apresentado durante a Futurecom no Rio de Janeiro (foto: Lucas Braga / Tecnoblog)

Claro Vídeo foi apresentado durante a Futurecom no Rio de Janeiro

A Claro inicialmente não deu informações de preços nem disponibilidade do serviço Claro Vídeo. Assinantes de outros produtos do grupo deverão escolher se querem receber a cobrança na conta integrada.

Pelo que o Tecnoblog apurou de maneira preliminar, o Netflix da Claro não dará desconto, por exemplo, para quem já tem outro serviço do grupo mexicano. Clientes de telefonia fixa ou móvel devem pagar o mesmo preço que os clientes que não assinam nada da Claro mas têm interesse no serviço de streaming. Também não sabemos os preços que a Claro planeja cobrar.

A Claro cobra na Colômbia 16.900 pesos mensalmente pelo serviço. Convertendo, dá aproximadamente 20 reais por mês.

Na apresentação feita por executivos da Claro percebemos que a interface do site de Claro Vídeo estava em espanhol. Rápida pesquisa na internet nos revela que o serviço é ofertado pela subsidiária da Claro na Colômbia. Por lá utiliza tecnologia Silverlight fornecida pela Microsoft para validar e iniciar a transmissão dos conteúdos. Esta é uma das tecnologias mais usadas para este fim, inclusive, ainda que o Adobe Flash seja o mais comum para exibição de conteúdo multimídia (enquanto o HTML 5 não deslancha nesta seara).