Início » Arquivos » Celular » MeeGo ressuscita dos mortos em fork feito por ex-funcionários da Nokia

MeeGo ressuscita dos mortos em fork feito por ex-funcionários da Nokia

Primeiro smartphone com Sailfish será apresentado em novembro.

Por

A Nokia matou o MeeGo, um sistema operacional bem interessante, em prol do Windows Phone. Os funcionários da companhia finlandesa que não gostaram da ideia fundaram outra empresa, a Jolla, que promete lançar o primeiro smartphone com um fork da plataforma móvel no próximo mês. O MeeGo nunca esteve tão vivo – no cerne do sistema Sailfish.

Em entrevista ao Wall Street Journal, o CEO da Jolla, Jussi Hurmola, disse que os trabalhos estão quase prontos para revelar ao mundo o primeiro aparelho com uma variação do MeeGo. Ele não dá muitos detalhes do que diferencia o Sailfish das demais plataformas. O sistema pode competir com Android, iOS e Windows Phone, além da plataforma baseada em HTML5 que a Mozilla vem desenvolvendo.

Investidores (fabricante de chip e operadora de telefonia entre eles) colocaram 200 milhões de euros na primeira rodada de financiamento da Jolla. A companhia baseada na Finlândia abriga mais de 50 funcionários, muitos deles vindos da Nokia. Somente em agosto foram 38 contratações.

O CEO explica que os recentes processos cruzados entre Google, Apple e Motorola trouxe às fabricantes de smartphones o receio de colocar algum sistema que possa custar mais caro no futuro. Sailfish será uma alternativa às plataformas graúdas do mercado.

Ainda não temos sequer uma captura de tela mostrando a interface do sistema nem fotos do primeiro smartphone com Sailfish. São só promessas até o presente momento.

Nokia N9 possui três telas principais

A Nokia lançou o Nokia N9 no país. Eu escrevi o review do aparelho e me surpreendi com o que vi. O conceito de ter sempre três “telas” principais me agrada muito. Uma vez que fechou parceria estratégica com a Microsoft, a giganta finlandesa abandonou o desenvolvimento do MeeGo. Hoje em dia somente Symbian e o sistema S40 recebem atualizações.

A Mozilla, responsável pelo navegador Firefox, também entrou na luta das plataformas móveis. O Boot2Gecko (B2G) fora anunciado no fim de 2011. Mais informações vieram em fevereiro deste ano, quando as primeiras imagens do sistema apareceram.

Sabemos que a Jolla tem entre seus planos distribuir o sistema Sailfish de graça para fabricantes. Vão explorar a publicidade em dispositivos móveis e o licenciamento de propriedade intelectual como forma de ganhar dinheiro.

Você cogitaria comprar um celular com sistema diferente de Android, iOS ou Windows Phone?

Penso que, se nestes aí, faltam aplicativos (em especial no Windows Phone por ser uma plataforma mais nova e menos visada pelos devs), imagine algo produzido por terceiros e sem a máquina de marketing que Google, Apple e Microsoft usam a seu favor.