No final da segunda-feira (1º), o governo do Irã decidiu desativar o bloqueio instituído ao Gmail na última semana do mês passado. A mudança de atitude foi esclarecida: segundo um membro do ministério das telecomunicações iraniano, o bloqueio ao serviço de email do Google foi uma consequência “involuntária da tentativa de censura do YouTube”, que por sinal continua bloqueado.

O acesso ao Gmail foi liberado nas suas duas formas, pela conexão segura HTTPS e também por HTTP – a segunda opção foi, durante bastante tempo, a única acessível para os usuários de internet no país mas como ela não era segura, as chances de que elas eram monitoradas eram altas. E mesmo com o desbloqueio, o governo mantém sua posição de que vai criar uma internet própria para usuários do país, completamente desconectada do resto da internet.

Além disso, pouco antes de desbloquear o Gmail, o governo também anunciou que planeja criar alternativas locais aos serviços de busca e de email do Google. Eles serão chamados respectivamente de sistema de busca Fakhr (que significa orgulho) e serviço de email Fajr (que significa amanhecer). O lançamento desses serviços não tem data para acontecer, mas a internet própria do país deve entrar em operação até março do ano que vem.

O Gmail estava bloqueado desde o dia 24 de setembro, enquanto o YouTube sofre censura no país desde meados de 2009.

Com informações: ZDnet.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Sauron
Medo da "Primavera Árabe" bater por lá. O que me estranha, é que o Irã tem uma população relativamente educada e com acesso à tecnologia. Porque eles aceitam isso?
Max Giudice
Me lembro da internet ser lenta e de ela ter várias restrições de acesso no Irã...
Felipe Vigo
Acesso à informação é o grande calcanhar de aquiles dos governos "ditadores e/ou opressivos" (não vou entrar nos méritos politicos). E a internet é uma das maiores fontes de informação do mundo, senão a maior. Estão tentando cortar o "mal" pela raiz. Mas as consequências disso devem ser bem interessantes.
Thiago Sabaia
Não
Rodrigo Rodrigues
VPN*
Rudhi Damabiah
quem esta fora do pais vai poder ter acesso ao site?
Turdin
Criando a internet própria não tem VPS que dê jeito =(
Marcus VBP
O mercado de VPS lá no Iran vai dar uma aquecida.