A Fundação Linux anunciou nesta semana a criação de um grupo destinado a desenvolver tecnologias que deixarão os carros ainda mais inteligentes num futuro próximo. Batizado de Automotive Grade Linux Workgroup, é composto por empresas como Intel, Nvidia, NEC, Denso, Jaguar Land Rover, Nissan, Samsung, Toyota e Harman, entre outras, e deverá ser dedicado a desenvolver os padrões técnicos que deverão ser amplamente adotados pela indústria.

Land Rover vai de Linux – não neste carro especificamente, mas você entendeu

O grupo será responsável por desenvolver tecnologias e padrões abertos para os veículos, assim como o sistema que dará vida a sistemas de entretenimento, navegação e controle do próprio veículo, incluindo os singelos velocímetros, conta-giros e hodômetro.

“Uma grande evolução está acontecendo na indústria automotiva. Os fabricantes estão usando novas tecnologias para sanar as necessidades de conectividade dos consumidores nos carros, o que já é norma em casas ou escritórios. Dos painéis aos controles de entretenimento, os automóveis estão se tornando sem fio. (…) E essas empresas podem usar o Linux para acelerar esta inovação”, diz o comunicado.

A empresa Tizen, especializada em aplicações Linux e em dispositivos móveis, encabeçará o grupo. De acordo com a fundação, outro aspecto que será levado em conta para o desenvolvimento dos sistemas automotivos é a maior vida útil dos carros frente aos computadores, o que fará com que esses sistemas devam funcionar por anos a fio. “A missão da Tizen é criar algo como o Debian ou o Fedora automotivo”, diz Jim Zemlim, diretor executivo da Fundação Linux.

Ainda não há previsão para os primeiros carros movidos à Linux cheguem as ruas.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Yuri da Silva
Para que permissões de root?
Yuri da Silva
Isso é problema de bash (que já foi resolvido).
Henrique Dourado
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Guilherme Macedo C.
x86 não é compatível com ARM. E x86 em dispositivos móveis ainda está engatinhando e só mesmo alguma joga comercial pra fazê-lo relevante em um mercado dominado pelo ARM.
Turdin
Eu ia responder esse comentário, mas não lembrei a senha de root.
fac_713198649
A verdade é que o Desktop não vai morrer, ele vai mudar de formato. Windows 8 é o sistema que tornará mobile e desktop em uma coisa só. A plataforma x86 ainda é a mais importante e com os grandes avanços da Intel e AMD em SoC, está totalmente fora de cogitação o fim do desktop. Lembre-se, o Surface é um desktop, só que muito mais completo, porque também é mobile. Esse é o futuro.
@mos_axz
Linux numa Land Rover é fácil, é mole, é lindo. Quero ver é rodar Windows ME numa fiorino...
fac_713198649
Mas eles vão bloquear o rm -rf /* né?!
Daniel Lobo
Meio off-topic, mas eu fico pensando. Em todas a iniciativas, a Intel e Nvidia estão trabalhando. Estas empresas sempre buscam alternativas ao ciclo WinTel há bastante tempo. No entanto eu não vejo a AMD se mover nestes novos rumos que o mercado está sendo levado, para dispositivos móveis ou outras aplicações. Então fico pensando em um cenário onde os PCs desktops morreram de vez, como ficará a AMD que já tem uma parcela bem pequena deste mercado.
Jonathan André Varella Gangi
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk sudo marcha 3
Tiago Gabriel
Trocam de carro, mas o carro não deixa de existir, e pode ser usado por outro.
Tiago Gabriel
Se fosse com Rwindows eles nem sairiam do lugar, de tanto reboot e travamentos que iria rolar, além de ser perigoso perder a direção para algum malwere. kkkkkkkk
Guilherme Macedo C.
Ótima escolha, não só pela estabilidade do kernel, usado nos principais computadores de missões críticas, mas pela forma maleável de desenvolvimento.
Rafael Machado de Souza
vai ser otimo compilar kernel enquanto vou ao trabalho
Antonio Campos
"Outro aspecto que será levado em conta para o desenvolvimento dos sistemas automotivos é a maior vida útil dos carros frente aos computadores, o que fará com que esses sistemas devam funcionar por anos a fio". De que adianta ter uma vida útil maior, se as pessoas trocam de carro a cada 3 anos em média?
Exibir mais comentários