O Google anunciou na terça-feira (04) que empresas poderão alugar os Chromebooks e as Chromeboxes por mensalidades de ao menos 30 dólares e 25 dólares (respectivamente). Chromebooks são os notebooks com o sistema Chrome OS e Chromeboxes são os PCs compactos com a mesma plataforma – desenvolvida para quem fica constantemente conectado à rede.

“Imagine que você coordene uma campanha política e tem que lidar com o fluxo de novos funcionários temporários”, explica o Google no artigo em que apresenta a novidade. “Você pode alugar um Chromebook para cada novo empregado pelos próximos meses e devolvê-los quando a campanha acabar”.

Assim como os consumidores comuns, os clientes que resolverem alugar as máquinas terão direito à garantia de três anos para os aparelhos e suporte 24 horas.

Chromebox

Nos EUA um consumidor comum pode adquirir o Samsung Chromebook Series 5 por módicos US$ 349 (R$ 711), o equivalente a pouco mais de 11 meses de aluguel. A Chromebox é oferecido por US$ 329 (R$ 670), o que dá para 10 meses de aluguel. Ou seja, é possível notar que, com a novidade, o gigante da web mire em empresas que têm picos de pessoal por curtos períodos de tempo, e, que além disso, utilizem a Google API em seu dia a dia. A partir de hoje este mesmo público poderá adquirir a partir de 10 Chromebooks diretamente com o Google.

O aluguel do hardware será administrado por uma empresa chamada CIT, especializada em oferecer equipamentos para pequenas e médias empresas. Como era de se esperar, por ora o aluguel de Chromebooks e Chromeboxes só acontece nos EUA. Não espere nada parecido no Brasil tão cedo.

Apesar de interessante, bom lembrar que formatos “alternativos” de negociação de hardware não são nem um pouco novos no mundo da tecnologia, e casos de sucesso são raridades absolutas. De qualquer maneira, a iniciativa mais parece ser uma tentativa do Google em alavancar a popularidade do Chrome OS do que exatamente revolucionar o mundo dos negócios.