Início / Arquivos / Brasil /

Anatel vai escolher 12 mil usuários de banda larga para aferir qualidade do serviço

Por

Em um encontro com empresários realizado nessa terça-feira, o Ministro das Telecomunicações Paulo Bernado divulgou o novo plano da Anatel para medir a qualidade do serviço de banda larga no Brasil. No lugar de testar a velocidade nos chamados ‘pontos de encontro’, como a agência tem feito até agora, os testes deverão ocorrer no ponto mais importante: a casa do usuário.

As metas de qualidade para banda larga (tanto móvel quanto fixa) já são conhecidas desde outubro do ano passado, mas a Anatel decidiu mudar a metodologia para ter resultados mais precisos. Para tal, a agência vai começar uma campanha nessa quarta-feira (29) que pede que usuários de banda larga se inscrevam no site para serem selecionados para o teste do serviço. Do total de inscritos, 12 mil usuários serão escolhidos, todos por sorteio.

Para atingir as metas de qualidade estabelecidas pela Anatel, as operadoras deverão ter velocidade instantânea de no mínimo 30% do contratado em 95% das medições. Já a velocidade média de todas as medições precisa ser de pelo menos 60% do contratado. As demais metas estão disponíveis no site da Anatel.

Ainda não se sabe como a Anatel vai fazer a mensuração da qualidade do serviço, mas provavelmente vai envolver o uso de um programa para medir a velocidade que, então, os usuários selecionados deverão relatar para a agência dizendo se ela está ou não dentro do contratado. Mais detalhes serão divulgados amanhã, quando as inscrições para o teste serão abertas.

Atualização às 15:24 | A Anatel liberou um comunicado à imprensa sobre o novo plano de ação. Ele é bem longo, mas logo abaixo está a parte que interessa, grifo nosso:

[…] O processo de coleta de informações dependerá da participação dos consumidores do serviço de banda larga fixa: serão recrutados 12 mil voluntários em todo Brasil que receberão, gratuitamente, um medidor de parâmetros de qualidade da internet. Os primeiros resultados devem ser divulgados, pela Agência, em dezembro deste ano.

A agência também diz que atualmente somos 19 milhões de usuários de serviços de comunicação multimídia, que é basicamente a banda larga fixa.

Com informações: IDGNow.