Sim, carros autônomos podem andar milhares e milhares de quilômetros sem registrar qualquer acidente e levar ceguinhos para um restaurante sem maiores problemas. Mas o pessoal da Universidade de Stanford resolveu levar a brincadeira a um patamar superior ao colocar um carro inteligente para andar forte em um circuito fechado, com direito a atingir mais de 200 km/h no final de uma reta.

Batizado de Shelley, o Audi TTS da universidade já havia feito sua estreia no mundo das competições automotivas em 2010, quando fez uma participação simbólica na tradicional prova de Pikes Peak.

Agora no circuito de Thunderhill, na Califórnia, o carrão teve que pisar fundo de verdade, atento às tomadas de curvas, pontos de frenagens e outras preocupações comuns aos pilotos de carne e osso.


(Vídeo do YouTube)

“Uma das coisas que o carro faz muito bem é calcular o ponto exato da pista em que deve começar a frear, virar o volante e voltar a acelerar”, explica Cris Guerdes, um dos engenheiros responsáveis pelo desenvolvimento de Shelley. “O traçado tem 15 curvas, e cada uma é bem diferente da outra. Algumas são de alta velocidade, e outras são curvas fechadas no final de grandes retas (…) cada uma delas representa um desafio diferente para o carro”, explica o engenheiro.

Apesar de tamanha audácia, a própria universidade reconhece que um bom piloto de carne e osso poderia andar “um ou dois segundos mais rápido” com um carro igual à Shelley. Um avanço e tanto, já que em 2010 o mesmo carro completou a prova de Pikes Peak em longos 27 minutos, contra 17 minutos do modelo vencedor.

Tecnologia à parte, fica a dúvida: quem quer um carro esportivo que faz as coisas sozinho, enquanto a graça da coisa é exatamente a pilotagem em si? De qualquer maneira, te cuida, Fernando Alonso.

Com informações: Motor Authority.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcoscs
e Julio, seu comentário ao comentário do Tayler é típico de um Pachecão que só sabe torcer mas não tem o menor espírito crítico. Eu acompanho Formula 1 há 20 anos, sou aficcionado por automobilismo, e digo que MEDÍOCRE pro Massa hoje é elogio.
@TaylerPadilha
Nada a vê. Comentário típico de brasileiro? Talvez, mas que o Felipe Massa já foi muito melhor, isso já. O Fernando Alonso é muito mais punk que ele; não acho esse espanhol incrível, é um baita dum retardado, mas pilota melhor...
@qgustavor
Para mim esse tipo de teste é só para mostrar o limite que esses carros chegam pois quem irá usar um carro autônomo não será para esporte, esses preferirão guiar por si mesmos. Vemos que mesmo em altas velocidades o computador consegue manter o controle do carro, os tempos de resposta são curtos. Na verdade quero ver um carro desses conseguir escapar de um acidente de trânsito ao maior estilo Hollywood, por exemplo mesmo se o carro for quase totalmente cercado por outros carros ele conseguir desviar deles e seguir rumo. Carros autônomos desviando de obstáculos estáticos em alta velocidade já vi, quero ver obstáculos em movimento... e em alta velocidade.
Julio Vasel
Comentário típico de brasileiro que só serve pra acompanhar futebol rs
@TaylerPadilha
"te cuida, Fernando Alonso" mesmo, porque um Felipe Massa até um carro pilotado por Android passa. ;)