Início » Arquivos » Internet » R.I.P. Flash para Android

R.I.P. Flash para Android

Avatar Por

Cabô. Conforme a Adobe anunciou em Novembro de 2011, a partir de hoje (15) a versão do Flash para dispositivos móveis – leia-se Android – está morta. Na prática, isso significa que daqui para frente o plugin deixará de receber atualizações, não será portado para as futuras versões do sistema operacional e, apesar de continuar disponível na Google Play, sua instalação “não será recomendada”.

De acordo a empresa-mãe do Flash, é hora de “seguir adiante” nos recursos para internet nos dispositivos móveis. Isso significa investir em ferramentas de desenvolvimento para HTML5, que rapidamente está se tornando um padrão cada vez mais adotado em plataformas móveis.

Flash no Google Play acompanha AVISO BEM DISCRETO DA ADOBE

Disponível para o sistema operacional do robozinho desde a segunda metade de 2009, o Flash para Android trouxe debaixo do braço uma resposta a Steve Jobs, que teimava em não permitir que o programa rodasse em seus iPhone ou iPod Touch. Entre outras críticas, o executivo considerava o programa “mal feito” e que sua presença nos dispositivos móveis era dispensável.

Logo que chegou sua presença foi considerada um diferencial por alguns fabricantes. A Motorola, por exemplo, deu amplo destaque à presença do Flash no tablet Xoom durante seu lançamento, na esperança que isso fosse convencer alguém a preferir o aparelho ao iPad.

Na prática, os consumidores viram um programa que abusava dos recursos dos aparelhos, fazia chips esquentarem e diminuía a vida útil de baterias.

Como consumidor, posso relatar uma situação preocupante: dono de um antiquíssimo Motorola Milestone 2 (com 13 meses de uso), dos últimos tempos o Flash em meu aparelho tem recebido atualizações diárias, além de não permitir que eu remova o plugin do meu sistema. O que vai acontecer daqui pra frente? Sei lá, mas será interessante de ver.

A seguir, assista um breve vídeo de lamentação sobre o fim do Flash para Android


(Vídeo no YouTube)

Com informações: The Inquirer.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Matt
CAIR NO FRACASSO QUE O IPAD CAIU??? Melhor PIADA do ANO HAHAHAHHAHHAHAHAHAHAH
Matheus
Então quer dizer que agora sem o flash os tablets Android vão cair no fracasso que o iPad caiu por não ter essa espetacular ferramenta? Que coisa hein.
@luismilanese
Eu sonhei com o dia que o Flash iria sumir da face da Terra, mas achava que era só sonho. Hoje eu já consigo vislumbrar isso acontecendo hahaha. ;)
Fred
A adobe se auto suicidando-se a si mesmo... hauhauhuahuauhauhau
Gabriel Oliva
4 anos depois as pessoas começam a entender o que Jobs queria dizer...
@bmF_BR
Ok, concordo que o Flash está ultrapassado, tem mais é que parar de usar mesmo, etc etc. Mas o que fazer com os trocentos sites com interfaces em Flash que muitas vezes a gente PRECISA acessar? Afinal o user não pode ser culpado porque alguns sites usam uma tecnologia "arcaica" - entre aspas porque até 2 anos atrás ninguém reclamava do Flash. Por, exemplo, já passei maus bocados com meu Android anterior (um Xperia X10 mini) que tinha cpu ARMv6 e não rodava flash. Já precisei consultar endereço ou telefone de algum lugar, e a interface do site da empresa só existia nesse formato.
Márcio Gomes
FirefoxOS está gargalhando disso.
@lenonm
Fail. hahah
Forbidden_404
Ai seu Milestone 2 que completou 12 meses dia 28, que acabou de voltar da assistência técnica novamente, onde tiveram que trocar o teclado que estava duplicando e triplicando as teclas, e tiveram que limpar a tela que estava cheia de pó, ele tem algo a ver com o Flash? Tipo... alguma história de amor? Já que você introduziu os problemas dele, pensei que iria completar o romance com um "felizes até que a morte os separem" tsc
Forbidden_404
FFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
Claudio H.
Foi tarde... longa vida aos padrões web.
Alex Figueiredo
Flash Catalyst também foi descontinuado. http://www.adobe.com/products/flashcatalyst.html
Thiago
Thanks, SJ.
Ramon Melo
Olha, eu uso a versão mobile do Flash desde 2008 (acredito eu) e sempre gostei da experiência. Fico triste que a Adobe tenha decidido não investir mais na plataforma. Entretanto, há uma diferença muito grande entre dizer que o Flash morreu em 2010 e dizer que ele está morto agora em 2012. O número de aplicativos em Flash diminuiu muito nos últimos dois anos. Há dois anos atrás, a maioria dos sites de vídeos utilizava uma plataforma baseada em Flash, alguns só estão migrando agora. A própria versão HTML do Youtube é recente.
Fabio
Realmente, e o Google já acenou para o futuro com o HTML5 (Google Plus, pimmm)
Exibir mais comentários