Início » Arquivos » Aplicativos e Software » WhatsApp vai migrar usuários com o nono dígito automaticamente

WhatsApp vai migrar usuários com o nono dígito automaticamente

Não é necessário reinstalar o aplicativo, de acordo com o suporte.

Por

No último domingo (29), usuários da região metropolitana de São Paulo ganharam um dígito extra nos números de celular. A mudança afetou linhas móveis do DDD 11 (excluindo serviços de rádio) e alguns veículos recomendaram a reinstalação de aplicativos que usam o número de telefone como login, como o WhatsApp, para evitar que a conta fosse bloqueada. No entanto, o time do WhatsApp confirmou que a atualização será feita automaticamente nos próximos dias.

A recomendação de reinstalação provavelmente foi feita com base numa pergunta disponível no site oficial do WhatsApp, mas essa informação seria válida apenas se você trocasse o número da sua linha, o que não é o caso: milhões de números foram afetados e todas as mudanças seguem o mesmo padrão, com o dígito nove na frente.

Reinstalou o WhatsApp por causa do nono dígito? Volte ao número original novamente

Um leitor do Blog do iPhone recebeu nesta quarta-feira (1) uma resposta da equipe de suporte do WhatsApp sobre a inclusão do nono dígito nos celulares de São Paulo. O email diz que a empresa está ciente das mudanças. “Estamos trabalhando para migrar sua conta do WhatsApp original para o seu novo número”. A migração acontecerá automaticamente “dentro de algumas semanas”, segundo a mensagem.

Se você reinstalou o WhatsApp para ativá-lo com seu novo número, a recomendação é excluir sua conta e fazer a verificação novamente com seu número original, sem o nono dígito. Vale lembrar que até o dia 28 de outubro, prazo final da implementação do nono dígito, ainda será possível receber chamadas e mensagens, logo, você não terá problemas para receber o SMS de confirmação do aplicativo.

A recomendação oficial do WhatsApp faz sentido porque o histórico de mensagens é perdido ao reinstalar o aplicativo, o que é um pouco inconveniente. Além disso, as versões para Android e Symbian podem ser utilizadas gratuitamente apenas no primeiro ano; após o período de testes, é necessário pagar uma taxa anual de US$ 0,99. Com a mudança manual pelos usuários, o WhatsApp poderia ter um belo prejuízo, não?

O Tecnoblog entrou em contato com o WhatsApp para obter mais detalhes sobre a mudança. Este post será atualizado.