Início / Arquivos / Gadgets /

Chineses juram que já estão comprando iPhone 5

Vendedores pedem até R$ 2.200 por novo iPhone em sites de leilões.

João Brunelli Moreno

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A próxima geração do iPhone nem foi apresentada por aqui, mas já está em pré-venda na China. Quer dizer, mais ou menos. Alguns sites de e-commerce do país dos dragões já estão realizando pré-venda de versões “genéricas” da próxima geração do smartphone da maçã, que deverá ser anunciado entre os meses de setembro e outubro.

Um dos sites em que o iPhone 5 está sendo oferecido é o Taobao, em que vendedores pedem por sinais que partem de R$ 320 ao pagamento integral do valor – R$ 2.200 – para garantirem aparelhos aos consumidores. Como aponta a agência de notícias Reuters, os “comerciantes” usam montagens e especificações técnicas falsas para seduzir os consumidores.

Conceito de iPhone 5 com tela maior e novo conector

Como ainda não é possível determinar exatamente quais serão os recursos presentes no iPhone 5, um vendedor chegou ao ponto de citar 17 novas tecnologias junto de uma porcentagem que indica sua chance de estar no novo aparelho. Segundo o sujeito, o próximo iPhone tem 20% de chance de ter um sensor biométrico.

“A demanda é alta. Ontem mesmo alguém comprou dois telefones. Já recebemos dúzias de pedidos” afirmou um outro vendedor identificado como Xyaoyo à rede de notícias. O vendedor não dá nenhum prazo de entrega para os aparelhos.

Enquanto o modelo de verdade (e o de mentira) não é apresentado, diversos vendedores do site de comércio Alibaba já estão oferecendo diversos tipos de cases rígidas e de silicone para o iPhone 5. A maioria delas tem o plugue do fone de ouvido localizada na parte inferior. Quando indagados de onde vieram as especificações das formas e dimensões, os vendedores apenas dizem que conseguiram os dados a partir de “certos canais”.

A próxima geração do onipresente e onisciente smartphone da maçã deverá ser apresentada no terceiro trimestre, e chegar às lojas a tempo para o natal. A Apple, claro, não fala a respeito do assunto.