Início / Arquivos / Aplicativos e Software /

Twitter lança app para os celulares da Nokia com S40

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Na mesma semana em que atualizou os apps para Android e iOS com algumas novidades, o Twitter introduz um novo cliente destinado aos celulares mais simples da Nokia. O aplicativo oficial para o Series 40 (S40) traz alguns dos recursos com os quais donos de smartphones estão acostumados, afirmou a Nokia em um recado no blog oficial.

Você faz o download do Twitter compatível com S40 a partir da Nokia Store.

Tela inicial do Twitter para S40

Tela inicial do Twitter para S40

A interface do aplicativo segue o padrão desenvolvido para outras plataformas. O básico — leia-se: tuitar, responder menções e mandar DMs — está no software, bem como o acesso à tela “Connect”, na qual o usuário fica sabendo sobre novos seguidores e quantos RTs recebeu aquela reclamação importantíssima sobre a mais recente falha do Net Virtua.

Essa é uma excelente notícia para o bilhão e meio de celulares com o sistema Series 40 no mundo. É sinal de que a fabricante finlandesa não larga o osso e permanece firme no objetivo de atingir “o próximo bilhão” de cidadãos conectados. Qualquer que seja a ocasião, este é o mantra que os executivos da Nokia repetem. Os celulares com preços acessíveis e aplicativos similares ao que temos no Android e no iOS deve ajudar a companhia nesse caminho quando falamos em certos mercados em desenvolvimento (Brasil incluso).

A Nokia diz que o aplicativo será pré-instalado nos futuros aparelhos com o sistema Series 40 embutido. Enquanto isso, o jeito mesmo é ir na Nokia Store e baixar o software gratuitamente.

No primeiro semestre a Nokia anunciou a linha Asha para o mercado brasileiro justamente apostando no Series 40. Ninguém menos que Stephen Elop, o atual CEO da companhia, esteve no país para contar as novidades e justificar os investimentos da Nokia. Ele está certo: a internet cresce continuamente, com mais consumidores comprando seus primeiros celulares conectados. A companhia quer fazer parte disso. Só espero que não esqueçam da outra ponta — dos consumidores macacos-velhos de smartphones que querem produtos completos e interessantes por preços decentes.