A Mozilla anunciou hoje a evolução do seu projeto Boot to Gecko, sistema móvel baseado em tecnologias web. O sistema agora se chama muito intuitivamente Firefox OS e tem vários parceiros apoiando o seu desenvolvimento, entre eles as fabricantes Alcatel e ZTE e as operadoras de telefonia celular Sprint, Telecom Italia, Deutsche Telekom e Telefônica, dentre outras.

A ideia do Firefox OS é ser completamente baseado em tecnologias que usam padrões web, como o HTML5, CSS e outras. Mas não espere ver o sistema rodando em smartphones caros e com hardware potente – além dos testes, que foram feitos com o Galaxy S II, dentre outros. O foco, como já sabíamos desde abril, vai ser mesmo aparelhos de baixo custo.

A empresa já mostrou uma prévia de como ele deve funcionar durante o Mobile World Congress 2012 que aconteceu em fevereiro. O pessoal do The Verge gravou um vídeo com um aparelho de teste rodando o sistema, que você confere abaixo.


(Vídeo no YouTube)

Como o foco do sistema serão os smartphones low-end, a Mozilla e suas parceiras decidiram lançá-lo primeiro em mercados em desenvolvimento, o que aumenta a chance de adoção. Por isso os primeiros aparelhos do mundo com o Firefox OS devem ser lançados aqui no Brasil. Pelas mãos da Vivo e provavelmente pela TIM também, já que as duas empresas-mãe delas (respectivamente, Telefônica e Telecom Italia) são apoiadoras do projeto. O lançamento está previsto para o começo de 2013.

O mercado de smartphones low-end é recheado de aparelhos Android que não são exatamente otimizados para esse tipo de hardware, então é bom ver uma empresa investido nesse campo. Se ele vai fazer sucesso ou não, é algo que ainda não dá para saber por enquanto.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Turdin
Isso é fácil de explicar: Falta de louça pra lavar.
Vitor
Afundou aonde? Ele está é muito vivo!
Vitor
Acho que isto de ver o código fonte é só enquanto está sendo desenvolvido. Imagina só um usuário normal usando seu telefone de repente um monte de texto aparece! Ele vai achar que o celular recebeu um espírito! Além disso se você quisar saber como as apps nativas funcionam, é só usar a API que será ou já foi liberada aos desenvolvedores. Além de o sistema ter código aberto.
Vitor
Não sei se também pode usar essa alternativa ao Javascript criada pelo Google.
Vitor
Acho que li neste site mesmo, sobre uma engine para jogos em HTML5 da própria Mozilla. Além disso, pelo que vi em uns vídeos de demonstração, jogos rodam bem. Fiquei sabendo que alguns desenvolvadores da Mozilla Brasil ganharam celulares com o B2G.
Vitor
Acho que a ROM para o B2G já foi liberada no XDA, mas se funciona no Galaxy 5 não sei.
Vitor
WP nem sei se vai sair, mas acredito que para iOS só existe o Firefox Home porque não é permitido pela Apple colocar o Gecko. Mas mesmo assim o Firefox Junior entrará para o iPad (não sei se funcionará no iPhone) com o Webkit.
Vitor
Na verdade, acho que ele precisa ficar sim 100% conectado à web. não me lembro onde, mas li uma vez que as aplicações são como links para os sites, que ficam em servidores, onde só podem ser acessados pela internet... Não tenho certeza, mas se for assim a solução seria ou esta lei de internet sem franquia ou como a Vivo que vai lançar ela poderia fazer um plano especial!
@daniloficial
o novo sistema operacional do firefox: firefox os desejo sorte para o firefox porq será mais doq difícil fazer sucesso será extremamente difícil! firefox já afundou faz muito tempo!
Elton V. Silva
Deve valer a pena. Coloco fé nele.
Renan
Não é infinitamente mais leve pelo contrario. É bem mais pesado, porem desenvolver uma app com padrões web é mais fácil, pois as linguagens são amplamente conhecidas e padronizadas. Neste quesito acredito que até Java seja mais leve. basta desconstruir os passos. Exemplo. Um programa em html 5. Precisa analisar todo o html (léxico e sintático) e o css(léxico e sintático), e depois analisar o javascript(lexico e sintático). Para então executar. em um programa java. ler o bytecode e transforma em código de maquina e então executa. no caso de o binário ser nativo então, é só executar. essa é a minha opinião.
Gaba
Isso eu já sabia... mas mesmo assim... só boto fé mesmo, porque as pessoas não vai diferenciar um sistema do outro, e vão acabar adotando, por serem aparelho low-end.
@_gaabriels
mais futuro que o tizen, num é que tudo vai ser na internet.. é que os apps vão ser baseados nesses padrões, escrito igual a sites.. porém o usuário final não vai nem sentir a diferença. Tem muito futuro.
Tiago Celestino
Aqui no Brasil não sei se vai fazer tanto sucesso como estão querendo, até porque as operadoras que podem vender os aparelhos por aqui, vão cobrar fora da realidade do "mercado em desenvolvimento" que muita gente diz por ai. O que acho legal no Firefox OS é que vai ser simples desenvolver soluções para ele, ou seja, para desenvolvedores que trabalham com tecnologias web, pode ser uma nova forma de ganhar uma grana desenvolvendo soluções, o que pode fazer a plataforma popular. Ou não. Será que vamos poder ver o código fonte de todas as app's nativas do sistema? hehehe
@ross
Pode dar certo,mas tem que ser usado em aparelhos de baixo custo, pra não bater de frente com os androids
Exibir mais comentários