Início / Arquivos / Internet /

Facebook compra face.com

Empresa israelense desenvolve tecnologia de reconhecimento facial.

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Alguns rumores já apontavam para tal fato. Hoje se confirmou a compra da empresa Face.com, especializada em tecnologia de reconhecimento facial, pelo Facebook. O anúncio foi feito na página da Face.com, onde a companhia presta esclarecimentos sobre a “incrível notícia”. Não poderia ser mais óbvio o que a rede social idealizada por Mark Zuckerberg pretende fazer com as propriedades intelectuais da mais recente aquisição.

Cerca de 300 milhões de fotos chegam aos servidores do Facebook diariamente. Volume espantoso que há muito suplantou o Flickr, comunidade de fotografias que já foi sinônimo de armazenamento de imagens na rede (quem lembra?). Como parte da experiência de rede social, é natural que as pessoas marquem os amigos nas fotos — sim, mesmo naquela sua foto vergonhosa na balada do fim de semana. Face.com desenvolve justamente este tipo de recurso. Reza a lenda que funciona melhor do que aquele empregado pelo Facebook, a rede social de bilhões de dólares.

Face.com

Face.com oferece APIs gratuitas para reconhecimento facial. O comunicado no site deles afirma que continuarão com o suporte à comunidade de desenvolvedores. Também no artigo dá a entender que os funcionários do Face.com passam a integrar a equipe da rede social imediatamente.

Os valores do negócio não foram revelados. O site Newsgeek especula que a empresa israelense fundada em 2007 custou algo entre US$ 80 e US$ 100 milhões para os bolsos de Zuck.

Acima de tudo, a notícia é interessante porque o Facebook passa a deter o domínio face.com. Para fins práticos, isso quer dizer que adotar o termo “Face” para se referir à rede social, conforme nosso editor-chefe Thiago Mobilon tanto defende (ele é do interiorrr, pessoal), não estará mais tão errado — se é que algum dia foi.

Com informações: All Things D