Início » Arquivos » Internet » Desenvolvedores de jogos começam abandonar Google+

Desenvolvedores de jogos começam abandonar Google+

Angry Birds continua na nova rede social do Google.

Por

Há um ano o Google fazia estardalhaço para apresentar o Google+, sua cartada definitiva para combater o Facebook no concorrido mundo das redes sociais. Passados 12 meses sem que as estruturas da web tenham sido abaladas, algumas empresas começam a abandonar o barco (social) do gigante da web.

De acordo com o site All Things Digital, a desenvolvedora de jogos Wooga já desativou o game Monster World do Google+ e outros títulos irão seguir o mesmo caminho até 1º de julho. Já a PopCap, divisão da poderosa Electronic Arts, também confirma que Bejeweled e Blitz serão desligados a partir de segunda-feira (18). A Wooga e a Popcap são, respectivamente, a terceira e a quarta maiores empresas de jogos sociais do Facebook, onde elas vão muito bem, obrigado.

Angry Birds no Google+

“Decidimos remover certos jogos do Google+ porque temos muito mais usuários no Facebook, que também são muito mais ativos”, afirmou a Wooga ao site. Já a PopCap preferiu ser um pouco mais diplomática ao afirmar que “desativou os games no Google+ para reimplantar recursos e fazer outras adaptações”, dizendo que irá continuar a desenvolver títulos para a plataforma (mas sem fazer maiores promessas).

Sem os jogos da Wooga e os títulos da EA, a humilde biblioteca de jogos do Google+ passará a contar com módicas 40 opções em seu cardápio, com o consolo de que blockbusters como Angry Birds, CityVille, Zinga Poker e Mafia Wars 2 continuam à disposição por lá.

Em seu lançamento, entre vários motivos o Google+ chamou a atenção dos desenvolvedores de jogos sociais por ficar com apenas 5% da renda obtida pelos games, enquanto o Facebook toma 30% do dinheiro para si.

Ninguém perguntou minha opinião, mas vejo o Google+ como uma boa ferramenta e adequadamente integrada aos serviços que mais uso (basicamente, tudo do Google). Decretar que ela seja um fracasso 12 meses após seu lançamento talvez seja uma característica deste tempo em que tudo deve demonstrar resultados brilhantes imediatamente. Os usuários de cansaram do MySpace, do Orkut e de outros serviços que um dia foram reis intocáveis, e um dia talvez abandonem o Facebook (que foi o número 2 no Brasil por anos). E, vai saber, o Google+ se torne a bola da vez, até que se torne popular demais e também caia no esquecimento.