Início / Arquivos / Celular /

Celular japonês possui sensor inédito: de radiação

João Brunelli Moreno

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A operadora de telefonia Softbank, a terceira maior do Japão, anunciou que começará a vender um novo modelo de smartphone equipado com um sensor capaz de medir níveis de radioatividade. Este é o primeiro aparelho destinado ao mercado de massa equipado com o tal recurso.

O Sharp Pantone 5 é o modelo mais novo de uma família de produtos que faz muito sucesso em seu país natal e tem a honra de ser o segundo aparelho mais comercializado pela operadora, atrás apenas do onipresente e onisciente iPhone. Se até hoje os aparelhos tinham como principal apelo de vendas sua ampla variedade de cores, o 5 também chega com Android 4.0 ICS, tela de 3,7 polegadas, com resolução de 854×480 pixels, câmera traseira de 4 megapixels, é resistente à água e tem um botão dedicado em sua frente para ativação do sistema de detecção de radioatividade.

Sharp Pantone 5

O Pantone 5 é equipado com um pequeno chip, “do tamanho de uma moeda”, capaz de detectar índices de radiação que variam de 0.005 a 9.99 μSv/h, medida do sistema internacional de unidades que mede doses de radiação. A dose máxima de radiação que uma pessoa pode ficar exposta com relativa segurança é 1 μSv/h. Toda vez que um usuário medir a radiação de um local, os dados serão armazenados com geotags em um servidor da empresa telefônica.

As vendas do telefone devem começar até o final do ano e seus preços ainda não foram revelados. A Softbank tenta pegar carona no medo que os japoneses têm dos efeitos da radioatividade, crescente desde o desastre de Fukushima em 2011. “Esperamos que as mães se sintam seguras por suas crianças enquanto usam este telefone”, afirmou Masoyoshi Son, CEO da operadora, no lançamento do modelo

Com informações Register