Início » Arquivos » Negócios » Agora sim Mark Zuckerberg é um jovem bilionário

Agora sim Mark Zuckerberg é um jovem bilionário

CEO do Facebook vendeu 30 milhões de ações do "FB".

Avatar Por

Muito se especulava sobre a capacidade que Mark Zuckerberg teria de vender as ações que detém sobre o Facebook e o quanto ainda sobraria para si. Nessa semana, em um documento endereçado à autoridade de câmbio dos Estados Unidos, pudemos saber que o CEO da rede social mais usada no mundo embolsou mais de US$ 1 bilhão com a venda de algumas poucas ações.

Zuck, como é carinhosamente conhecido — ou não, vendeu 30,2 milhões de ações da rede social pelo preço unitário de US$ 37,58. Dá US$ 1,134 bilhão no total, muito mais dinheiro do que a maioria de nós terá a chance de ver durante a vida inteira. O equivalente a R$ 2,25 bilhões na conta bancária de um sujeito com apenas 28 anos.

Documento enviado à SEC revela venda de ações

Não há dúvidas de que o CEO fez bom negócio. As ações do Facebook eram negociadas por US$ 31,23 na tarde desta sexta-feira (segundo consta no site da Nasdaq). Zuckerberg teria embolsado pouco mais de US$ 940 milhões caso a negociata tivesse acontecido no dia de hoje em vez de na terça-feira, data em que os documentos foram submetidos à autoridade fiscal.

Zuck avisou sobre o casamento no Facebook

Os 30 milhões de ações vendidos não são nada perto da participação acionária do co-fundador e CEO do Facebook. Ele ainda possui mais de 500 milhões de ações, de acordo com informações do jornal New York Times. Foi a pessoa que individualmente ficou com maior fatia da empresa quando o IPO (abertura inicial de capital) aconteceu há exatamente uma semana — por motivos óbvios, devo dizer.

Jovem e rico, muito rico. Mark Zuckerberg seria um excelente partido para as moçoilas de plantão em busca de um namorado com futuro garantido. Não fosse pelo fato de que Zuck se casou no dia seguinte ao IPO com sua companheira de longa data Priscilla Chan, com direito ao vocalista do Green Day fazendo uma apresentação exclusiva durante a festa… Okay, paro por aqui com o momento TV Fama de hoje.

Todo o dinheiro que o empreendedor embolsou poderá ser usado para arcar com os custos de imposto de renda nos Estados Unidos.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Guilherme Macedo C.
Exemplos Suecos: "A Suécia tem a receita para a crise?" http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI64946-15227,00-A+SUECIA+TEM+A+RECEITA+PARA+A+CRISE.html "Suécia é ‘ilha de prosperidade’ em meio à crise na União Europeia" http://noticias.r7.com/economia/noticias/suecia-e-ilha-de-prosperidade-em-meio-a-crise-na-uniao-europeia-20111129.html
Kessler
Não conheço bem o caso, mas não é bem assim que funciona. Não existe lei específica sobre o artigo da CF, e o fato de um terreno estar vazio não quer dizer simplesmente que qualquer família que vier a ocupá-lo passa a cumprir a função social dele. Não digo que foi o caso porque não sei e não estou com tempo de pesquisar melhor agora. Sobre IPTU mais alto, até concordo em alguns casos, mas 15% é ridículo. E concordo SÓ se fossem revistos os impostos absurdos em cima do consumo, pois no Brasil tem-se o habito de aumentar impostos de todos os lados não reduzindo outros nunca.
Guilherme Macedo C.
Imóveis vazios servindo pra especulação não cumprem a função social da propriedade e por isso devem ser taxados progressivamente (em São Paulo é pra chegar ao máximo de 15% do valor venal do imóvel) e expropriados, se for o caso. O terreno em Pinheirinho, por exemplo, não cumpre agora a função social da propriedade. Antes cumpria, qdo milhares de famílias moravam lá. O terreno, que agora está vazio, deveria ser expropriado, pois é usado por um criminoso pra gerar dinheiro de forma artificial: http://sinapseslivres.com.br/2012/01/justica-de-sp-rasga-a-constituicao-e-diz-que-justica-social-e-besteira/
Kessler
Se esses imóveis estão vazios, a hora que forem vendidos pagarão imposto de renda sobre o valor de venda, ora. E função social da propriedade não é simplesmente "o imóvel está vazio, vamos taxá-lo beirando à expropriação".
Guilherme Macedo C.
Mas o imposto sobre propriedade é o IPTU. É o único imposto sobre propriedade no Brasil e sobre ele que eu estava falando e é esse que é relativamente baixo para os mais ricos e muito mal utilizado. E há uma confusão da situação. Quem tem dinheiro pra pagar o imposto sobre propriedade não pode se recusar a pagar. Não é um ato atentatório tirar eles da propriedade. O absurdo é se recusar a pagar. E como falei, mas se ele morou a vida toda ali e de repente se valorizou? Maravilha! Muito bom pra família. Daí é como falei, pode ser que ele caia nas regras de isenções ou vai ter lucro, podendo até com o dinheiro não só comprar outro imóvel pra morar mas comprar outro pra alugar, vivendo até de renda. E sim, há milhões de propriedade vazias no Brasil, esperando apenas valorizar, ou seja, servem de especulação imobiliária. Só na cidade de São Paulo há 400 mil imóveis vazios, servindo de especulação. Só agora aprovaram a lei do IPTU progressivo e mal é aplicada. A desapropriação por não cumprir a função social da propriedade praticamente nunca foi usada e com isso até famílias são retiradas de terrenos (Caso Pinheirinho foi assim).
Kessler
Já existe o IPTU. Quem compra um imóvel já paga imposto de transmissão, já paga sobre a renda que adquiriu pra comprar o imóvel, não há porque taxar um imóvel que não gera renda. E não há malabarismo que faça parecer justo tirar uma família de um imóvel só para pagar o imposto, por mais que essa família tenha tido uma renda maior outrora. O fato é que a situação financeira de uma pessoa pode mudar, ela pode ter um patrimônio considerável e viver de aluguéis (renda, taxado), mas nem sempre pode conseguir alugar tudo. Quem tem milhões em patrimônio não deixa esse patrimônio ocioso, a não ser que seja um idiota. Ele vai usar o patrimônio pare gerar renda.
Guilherme Macedo C.
Vc não entendeu o que falei. Se vc não quer pagar impostos é uma coisa, se não pode é outra. Imposto sobre propriedade é proporcional ao valor do imóvel. Quem mora em Ipanema ou no Leblon paga muito mais que quem vive em algum bairro de São Gonçalo. Isso é muito mais justo que todos pagarem o mesmo, pois o impacto de impostos é pior para os pobres. Não dá pra alguém com renda baixar ter um imóvel de alto valor. Isso é impossível. Mas se ele morou a vida toda ali e de repente se valorizou? Maravilha! Muito bom pra família. Daí é como falei, pode ser que ele caia nas regras de isenções ou vai ter lucro, podendo até com o dinheiro não só comprar outro imóvel pra morar mas comprar outro pra alugar, vivendo até de renda. Sim, a função social da propriedade é abrigar sua família. Mas não é por isso que ele pode simplesmente se recusar a pagar o imposto sobre propriedade só pq ele quer. Não tem nada a ver com expropriação. Expropriação só é feita, e raramente, se não for cumprida a fundação social da propriedade. Imóveis inabitáveis que servem pra especulação imobiliária é próprio pra expropriação. Não faz sentido ter milhões sem moradia e ter imóveis vazios. Mas isso é feito raramente. Primeiro cobra-se mais impostos: http://www.cartacapital.com.br/sociedade/imposto-progressivo-sobre-imoveis-ociosos/
Kessler
Ou seja, "justiça social" é o cara ter que vender a própria casa pra pagar impostos. A "função social" da propriedade é abrigar a família dele, ora. Sobre vendas já existem impostos, mas ninguém deve ser obrigado a vender o bem para pagar os impostos sobre ele, isso *É* expropriação e é vedado pela constituição.
Guilherme Macedo C.
Os EUA faliram no começo do século XX. O liberalismo foi o causador e é de conhecimento de todos. O liberalismo morreu aí e como solução veio o Estado Inverventor de Keynes. Laissez-faire não existe mais. Eu tbm postei argumentos e estudos já conhecidos. Se ainda quer saber mais é só procurar. Nessa crise saiu diversos estudos sobre a crise do sistema capitalista e do modelo neoliberal. Ex.: https://www.google.com.br/search?q=crise+falta+de+regulamenta%C3%A7%C3%A3o Sim. Como mostrei, a crise veio da falta de regulamentação e das mudanças tributárias no governo Bush (de cunho neoliberal). É notório e nessa crise já saiu diversos estudos sobre a crise do sistema capitalista e do modelo neoliberal. 2 - Sim. São causadas. Estados europeus tem fortes políticas provenientes do Estado de Bem Estar Social (o que fez aumentar o nível de vida e não ter problemas sociais como tem os EUA) mas tem amplas políticas neoliberais. Essas foram responsáveis pelo crise, como é notório. Nessa crise saiu diversos estudos sobre a crise do sistema capitalista e do modelo neoliberal. 4 - Não. Liberalismo não existe mais. Foi encerrado na crise por ele causada no final dos anos 20. O certo é neoliberalismo, que nada mais é que o liberalismo com nova roupagem e um discurso incoerente. O neoliberalismo luta por um Estado fraco, mas quer intervenções do Estado em certas ocasiões. O resultado é: lucros privados; ônus coletivos. 4.1 - Sim. O neoliberalismo prega a desregulamentação (leia sobre o Consenso de Washington). Sem regulamentação vira o Estado de Natureza hobbesiano. Laissez-faire já se provou uma catástrofe. Não existe "Mão Invisível". Sem regulamentação e organismos de controle não é possível ter concorrência saudável no mercado. O resultado é que quem tem mais poder econômico se sobressai. Quem é prejudicado são todos, pois os pequenos e médio negócios são prejudicados, e são eles a base da sociedade, não os grandes negócios. 4.2 - É uma região que teve que se organizar depois da Crise Asiática. A especulação financeira e falta de regulamentação quebraram todos por ali. 4.3 - Vc está dizendo que especulação é bom? A especulação financeira praticada pelos neoliberais não cria riqueza sustentável, não cria empregos, mas cria miséria, desigualdades e prejudica o mercado. A "Mão Invisível" não é nem mais defendida por já provada inexistente. Falta de livre concorrência é resultado da falta de regulamentação. 4.4 - Singapura não é parâmetro pra nada. É uma cidade-Estado bem peculiar, onde é democrática mas vivem com autoritarismo absoluto. Mas vale lembrar que o crescimento de Singapura não se deu por compactuar com teorias neoliberais, mas sim investimentos sociais, como educação e programas que lembram muito os brasileiros, venezuelanos e de outros países que tem partidos de esquerda no poder. O neoliberalismo, como dita o Consenso de Washington, não liga pra questões sociais. O interesse é desregulamentação econômica e só. Países que seguem essa linha acabam cometendo verdadeiros crimes contra a sociedade por jogar milhões na linha da pobreza. 5 - Não, empresas grandes pregam o neoliberalismo e o Estado fraco. Organismos reguladores são importantes justamente pra contrapor as forças, pra empresas pequenas e médias conseguirem competir com as grandes. Último: O Consenso de Washington mostrou bem o resultado das políticas neoliberais: miséria, desigualdades e mercados dominados por grandes corporações. Em Estados de Bem Estar Social, a preocupação não é o mercado, mas as pessoas. Países que adotaram as pessoas como prioridade hoje vivem melhor e tem as melhores qualidades de vida. Quanto ao Chile, voltamos ao começo de tudo. Chile tem imposto de renda de 45%. Chile adotou a política mais justa, ao contrário do Brasil.
Guilherme Macedo C.
É o que todos se perguntam até hoje depois depois do estouro da bolha das .com
Ramon Melo
No Brasil, rico não paga imposto de renda e todo mundo sabe disso.
Victor
Eu nunca defendi o anarco capitalismo. Eu defendo que o governo não se meta nas questões pessoais e comerciais. Só isto, eu já disse que defendo um governo aos moldes dos EUA no início do Século XX. Não foi crise do modelo liberal, eu postei vários argumentos e o vídeo de um economista dizendo que não foi falta de regulamentação. O epicentro da crise aconteceu justamente no segundo setor mais regulamentado dos EUA. Você vive falando que a crise foi resultado por falta de regulamentação, mas não explica como é possível que isto aconteça no segundo ramo mais regulamentado da economia dos EUA. Se o epicentro fosse algo como desenvolvimento de software(que não é muito regulado), eu até poderia pensar na possibilidade da crise ser por falta de regulamentação. 2 - As crises dos EUA não são causadas pelo neo liberalismo. Eu cansei de demonstrar isto. Agora, a França e outros países da Europa, com seu "estado de bem estar social", estão cada vez piores. A frança esta com desemprego de 25%. 4 - Já falei, não é liberalismo. 4.1 - Supremacia de grandes produtores sobre pequenos é causada pelo liberalismo??? O que causa a supremacia das grandes sobre as pequenas, é justamente os regulamentos que servem para evitar a livre concorrência. 4.2 É uma região da china, mas administrada especialmente e é simplesmente uma das sociedades mais próximas do que eu defendo segundo um monte de rankigs. 4.3 - Todos os agentes econômicos especulam. Inclusive os governos com seu bem estar social. Ou você acha que os governantes são videntes que conseguem adivinhar o futuro e nunca erram??? 4.4 - Eles tem pouca liberdade individual, mas muitíssima liberdade econômica. 5 - Empresas grandes querem estado forte, pois é fácil para elas, financiar eleições, fazer lobby, etc, etc, etc; e se dar bem as custas de pequenas e médias empresas. Só para finalizar, o neo liberalismo não se preocupa realmente com estas coisas, mas o seu estado de bem estar social, não é garantia de viver bem, aliais, conheço países que caem com ele, nunca que sobem. Na melhor das hipóteses, continuam a mesma coisa(como países escandinavos). Além do mais, o país com maior IDH da AL, é o Chile, curiosamente, é o que o estado taxa menos e regula menos. Também foi o menos afetado pelas crises.....
Ramon Melo
Sinceramente, ninguém deveria ter permissão de ter mais do que um bilhão de dólares. É uma quantidade ridiculamente assustadora de dinheiro para uma única pessoa possuir, ainda mais num país onde boa parte da população está passando fome e morando dentro do carro porque não pôde pagar a segunda hipoteca da casa.
Forbidden_404
Eu sei que é normal, mas não deixa de ser algo "errado". Qualquer lugar eu estou sendo rastreado, e o Facebook é grande demais mesmo. Enquanto o Orkut tinha o Brasil e a índia como principais usuários, o Facebook é global! O Cookies é apenas um dos métodos, mas não deixa de ser menos preocupante
Gaba
Você tem que entender que isso é normal. Todos os sites que usam Cookies fazem isso. Além do mais, essas informações como IP, Hora, Sistema, Navegador e etc, são informações que estão disponível para qualquer site pegar, através ou dos recursos da linguagem Server Side, ou Client Site. A diferença (e QUE diferença, que neste caso você tem razão) é que os plugins do Facebook (não só o like, mas todos) estão MUITO presentes na internet inteira, e com isso conseguem sim armazenar estes dados, e isso realmente é preocupante. Então, não é o fato de usarem Cookies para armazenar estes vários dados, e sim a onipresença deles, na internet, por meio de seus plugins.
Exibir mais comentários