Início » Arquivos » Aplicativos e Software » Facebook se prepara para entrar na guerra dos browsers

Facebook se prepara para entrar na guerra dos browsers

Opera Mini e Opera Mobile seriam a arma secreta de Mark Zuckerberg.

Avatar Por

O Facebook vem se preparando para colocar o time em campo num segmento de mercado para o qual nunca antes havia demonstrado interesse. De acordo com uma fonte anônima do site Pocket-lint, a rede social está negociando para adquirir a Opera Software, companhia conhecida por colocar no mercado navegadores de mesmo nome tanto voltados para PCs como para dispositivos móveis.

Segundo informações levantadas pelo site especializado, a rede social estaria interessada em competir diretamente com empresas como Microsoft, Google, Mozilla e Apple no desenvolvimento de navegadores. O interesse em especial pela Opera se deve ao Opera Mini e Opera Mobile, navegadores disponíveis para celulares e smartphones que atualmente agrupam quase 170 milhões de usuários.

Entre os mais acessados do Opera Mini

O Tecnoblog apurou que o Facebook está entre os sites mais acessados nos navegadores para dispositivos móveis da Opera Software. Nesse sentido, parece que temos aí um casamento perfeito.

Está em dúvida a capacidade do Facebook fazer dinheiro a partir de sua extensiva presença nos celulares, tanto por meio do site especial para esses dispositivos, como em aplicativos para as principais plataforma. Inclusive, essa foi uma das reclamações de investidores do Facebook ao questionarem o IPO da empresa na semana passada. O prognóstico ruim para os negócios em dispositivos móveis teria sido informado somente para um seleto grupo de investidores, reclamam os autores de processo que corre na justiça americana.

Dentre os navegadores mais populares, o Chrome do Google vem despontando como mais usado do mundo, segundo estatística controversas do site StatCounter. Há uma série de questões sobre a metodologia utilizada pela empresa para determinar que o Chrome foi o browser mais usado em abril deste ano. Ainda assim, o Internet Explorer comeu poeira.

Uma fonte do site The Next Web confirma a informação e acrescenta que no momento a Opera Software vem contratando novos profissionais com o simples objetivo de crescer mais no mercado. Eles consideram tanto se associar a outra empresa ou abrir de vez o capital na bolsa. Caso este cenário se confirme, a Mozilla seria a última grande companhia de desenvolvimento de navegadores a permanecer independente.

Vale lembrar que já existe um navegador baseado no Chrome para PCs com integração nativa com uma série de redes sociais, das quais Facebook e Twitter se destacam. O Rockmelt não custa nada e funciona em Windows e Mac. Também tem app para iPhone.

A Opera Software foi consultada pelo Pocket-lint, mas recusou-se a falar do assunto. Comportamento padrão nesse tipo de situação.

Atualizado às 14h56.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Joaomanoel
Pior que devia ter sido comprado. Agora foi comprado por uma empresa chinesa e tem espionagem até na bunda.
Thiago Sabaia
Mark está pior que criança, quer comprar tudo que ver.... Compra minha empresa de hospedagem....
@LBKatan
E eu pensando que era um dos três usuários de Opera que acessa o blog. hahaha
@LBKatan
Dolphin é muito bom mesmo. Uso o Dolphin HD (tem outro, né?) quando estou na wireless e o Opera Mini quando é 3G e não preciso de todos os detalhes das páginas. O Dolphin no 3G fica um pouco mais pesado e talz, mas se você precisa ver as imagens bonitinhas, ele é melhor. Já o Opera Mini dá uma economizada maneira. o/
@LBKatan
E eu que vou ter que arrumar outro navegador para o desktop?
@LBKatan
De que adianta popularizar e perder tudo o que tem? =/
@LBKatan
Tenho medo, galera. Muito medo.
@LBKatan
Não entendi.
Gabriel
Realmente não entende de padrões web, mas nunca vi críticas graves ao motor de renderização teles até porque alcançava 100/100 no Acid3. Achei que isso acontecia por causa do HTML5 que ainda não está bem definido, mas as empresas já estão utilizando seus recursos como a notificação do Gmail que só funciona no Google Chrome. Se o problema é o motor do Opera mesmo, nem tem o que discutir, a Opera Software que resolva o problema.
Turdin
O render do Opera não é lá essas coisas não, falha em vários sites mesmo com código escrito CORRETAMENTE
Dennis
O Opera segue os padrões, o problema são os sites, que possuem códigos sujos ou mal escritos.
vinnicius
Pura verdade. Estou usando o Maxthon Browser e em 98% das páginas que eu visito tem um anuncio do Google Chrome. Principalmente nos serviços do Google. YouTube então, nem se fala.
calraiden
No meu ponto de vista, todos pegam informações para se aproveitar de alguma forma, mesmo que digam o contrário. E não coloco muita fé nessa história não, o opera nunca teve mercado e sempre ficou em último, sendo que os navegadores hoje estão melhores em comparação a dez anos atrás. Qual a estratégia deles para crescer? divulgar no facebook? integrar com o face e istagram ? O que eles teriam a mais para oferecer?
calraiden
Gabriel, não são os sites que precisa seguir o padrao do Opera, o Opera precisa seguir os padrões da WEB, principalmente do html para ele funcionar corretamente. Se o navegador não tem nem suporte por completo a HTML5, então não é culpa do desenvolvedor. Se até mesmo o IE esta se adaptando, o que faz pensar que o desenvolvimento de sites vai se preocupar com o Opera?
@danielr_
Valeu. estou testando
Exibir mais comentários