Início / Arquivos / Computador /

GeForce Grid promete levar processamento gráfico de jogos para a nuvem

Jogos podem ser executados numa GPU equivalente a GeForce GTX 690.

Paulo Higa

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Nvidia anunciou uma tecnologia que poderá mudar a forma como os fanáticos por jogos montam seus PCs. O GeForce Grid promete fazer com que todos os gráficos dos seus jogos sejam processados diretamente na nuvem, em servidores poderosos, eliminando a necessidade de adquirir uma placa de vídeo potente ou fazer upgrades todos os anos para continuar rodando os títulos com uma qualidade decente.

Na prática, como o processamento seria feito pelo GeForce Grid, seria possível rodar jogos pesados com o nível máximo de detalhes mesmo em dispositivos mais simples, como smartphones, tablets ou até TVs, sem precisar de um console. O OnLive fornece um serviço semelhante atualmente, mas a alta latência da nuvem até os computadores dos usuários não deixa a experiência muito boa.

Jogos rodando na qualidade máxima, em qualquer dispositivo.

No GeForce Grid, cada jogador teria direito a rodar seus jogos remotamente numa máquina com processamento gráfico equivalente a uma GeForce GTX 690, o que não é pouca coisa. Um vídeo revela o Bulletstorm com gráficos impressionantes rodando em um tablet Asus Transformer Prime praticamente sem lag. Isso porque a Nvidia trabalhou duro para obter uma latência de 160 milissegundos em média, o tempo ideal de acordo com a fabricante.

Basicamente, qualquer dispositivo que suporte a execução de vídeos com H.264 será compatível com a tecnologia GeForce Grid. Na demonstração de Bulletstorm, no entanto, foi necessário utilizar um aplicativo a parte no Android – no PC os games podem rodar diretamente do navegador.


(Vídeo do YouTube)

O produto não será vendido diretamente para usuários finais; a Nvidia fornecerá sua infraestrutura de hardware e software para as empresas parceiras. Os serviços conhecidos disponíveis atualmente, como OnLive e Gaikai, utilizarão a tecnologia da Nvidia para processar os jogos.

No modelo atual, os usuários pagam uma taxa única para ter acesso ao jogo quando quiser, o que parece bem interessante e pode resultar em uma bela economia com hardware ou consoles. O GeForce Grid pode até afetar as vendas de GPUs da Nvidia, mas o avanço desses serviços provavelmente ocorreria de qualquer forma, então é melhor a empresa ganhar dinheiro enquanto é tempo.

Com informações: Android Community, ZTOP.