Início / Arquivos / Aplicativos e Software /

Paquistão e Tailândia compram PCs e tablets com software livre para estudantes

Paulo Graveheart

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Ao que tudo indica hoje é dia dos governos tirarem o escorpião do bolso e investirem em educação: no mesmo dia que o governo paquistanês anunciou que daria 125 mil computadores com o Ubuntu instalado para estudantes, o governo da Tailândia encomendou 1 milhão de tablets com Android para os alunos do país.

No caso do Paquistão, os 125 mil notebooks com Ubuntu instalado serão dados para estudantes do nível colegial e universitário. Umar Saif, representante do Conselho de Tecnologia da Informação de Punjab, escreveu sobre a decisão de usar uma solução baseada em software livre nesse projeto:

Suportar software open source nessa escala, em um país com um uso gritante de software pirateado e proprietário, é uma iniciativa corajosa e louvável. Graças à sua flexibilidade, custo-zero e largo suporte acadêmico, software open source é o padrão de fato para estudantes colegiais e universitários do mundo todo.

Tudo muito lindo, mas uma das críticas ao projeto paquistanês é que ele privilegia estudantes mais velhos, enquanto os mais jovens — que não possuem poder aquisitivo algum e poderiam se beneficiar muito mais de um computador — acabam ficando de fora.

Roda Android 4.0.

Bem ao contrário do governo tailandês, que pretende investir quase US$ 70 milhões na compra de 1 milhão de tablets com Android para estudantes entre 6 e 8 anos. O projeto acontecerá em duas etapas, com a primeira remessa de equipamentos chegando em 90 dias.

Segundo informações, o tablet escolhido pelo governo tailandês é um Scopd SP0712, um tablet que, pela bagatela de US$ 81, tem um hardware… honesto: tela de 7 polegadas, processador single-core de 1,5 GHz, 1 GB de RAM e 8 GB de armazenamento interno. Tudo isso rodando Ice Cream Sandwich.

Embora as especificações do notebook paquistanês não tenham sido passadas, é de se imaginar que também seja um hardware modesto, mas capaz de executar os programas necessários para os estudantes.

Enquanto isso, no Brasil…

Com informações: Android Community e The Register.