Início » Arquivos » Legislação » Conheça o Pirate Pay, o serviço que quer parar torrents ilegais

Conheça o Pirate Pay, o serviço que quer parar torrents ilegais

Não, não é o Pirate Bay. É o Pirate Pay.

Paulo Higa Por

A startup russa Pirate Pay promete acabar com os downloads ilegais e já recebeu grandes investimentos – no ano passado, a Microsoft contribuiu com US$ 100 mil. Os fundadores não revelam exatamente como o serviço funciona, mas o Pirate Pay é capaz de interromper a transferência de arquivos protegidos por direitos autorais entre dois usuários.

Entre os apoiadores do Pirate Pay estão empresas como Walt Disney e Sony Pictures. A ideia surgiu após os desenvolvedores criarem uma solução de gerenciamento de tráfego para provedores de internet. Como a tecnologia foi capaz de bloquear o tráfego de BitTorrent com sucesso, eles criaram um protótipo para impedir downloads de qualquer usuário na rede – e funcionou muito bem, pelo que dizem.

Por US$ 50 mil você pode bloquear os downloads ilegais do seu produto. Não todos os downloads, mas já serve para alguma coisa.

O Pirate Pay provavelmente consegue bloquear os downloads passando-se por um usuário legítimo e enviando dados corrompidos para os que tentarem baixar o arquivo. Em dezembro de 2011 a Walt Disney e a Sony contrataram os serviços e provavelmente ficaram satisfeitos, já que, de acordo com a empresa, 44845 transferências foram bloqueadas.

Para que eles façam o serviço por você, é necessário pagar uma quantia estimada entre US$ 12 mil e US$ 50 mil, dependendo da complexidade do projeto, o que não é exatamente barato. Além disso, enquanto uma empresa tenta impedir downloads ilegais, milhares de usuários estão procurando alternativas para assistir seus filmes e ouvir suas músicas sem pagar. O TorrentFreak, inclusive, comenta: será que não é melhor investir toda essa grana melhorando as alternativas legais e talvez diminuindo o custo dos produtos? Nas promoções de fim de ano do Steam essa estratégia dá certo.

Ah, o The Pirate Bay continua funcionando normalmente. E com uma penca de arquivos sendo distribuídos ilegalmente.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Roger Hetfield
Sempre haverão aqueles que compram porque podem comprar e aqueles que baixam porque não podem comprar. Aqueles que compram já são suficientes para manterem o negócio lucrativo. O resto é só ganância. Sem pirataria o lucro aumentaria muito pouco e a maioria das pessoas não teria acesso a arte e cultura.
Roger Hetfield
Conversa mais fiada que conta de bebum em boteco.
anonimo
A questão , não é que , eu goste de aruquivos pirateados , mas um filme original aqui no brasil é quase 50 resais e um ate mesmo antigo chega a custar 20 ou 30 . Isso tudo é culpa da inflação , enquanto os americanos pagam preços nao tao absurdos , mesmo estando em crise . Pra mim , nao é vantagem ter uma coisa que esta dentro da lei , em um pais sem lei .
d34ath
Esses FDPs acham que intimidando as pessoas vão obriga-lás a comprar produtos originais, uma medida dessa fere o direito de livre escolha.
Lobsang
e dai jogamos a privacidade dos usuários pela janela.. outra vez ( a primeira foi com uma coisinha simpatica pra fazer traffic shaping em torrents chamada deep packet inspection )
Rodolpho Victor
Aff... Perderam tempo!
Miron Alighieri
[Meio-Off Topic] Eu já ví muito anime, hoje já não acompanho nenhum mais. Passei por uma fase que poucos que assistem animes hoje sequer imaginam. Eu comecei com Animes nos antigos subbers, ha uns 10,12 anos atras mais ou menos, que faziam o trabalho de legenda em VHS. (Sim, sou velho! rs) Eles tinham o intuito de promover o anime e muito do que temos hoje devemos a eles. Eles tinham que adquirir equipamentos caros, fitas master originais do japão. Se algum subber de hoje acha difícil achar os RAWs(Arquivos com som original sem legenda) imagina conseguir estes VHS direto do japão e em boa qualidade. Os subbers de VHS "vendiam" as fitas e assim se mantinham. O preço não era absurdo dado que eles investiam tempo e dinheiro para ter a infra-estrutura e além disso pagar pela fita original. Era um trabalho tão grande que nem imagino. E graças ao esforço deles, hoje temos mais acesso a Animes. Para deixar clara a intenção deles de apenas promover os animes e não piratear, sempre que um anime legendado por eles começava a passar na TV do Brasil eles paravam a distribuição. Sou muito grato a eles por ter tido acesso a Ninja Scroll Movie, Evangelion, Escaflawne, Blue Seed, Fushigi Yugi, Macross e muitos outros.
Ramon Melo
A RIAA/MPAA já virou piada pronta. Nem consigo mais ficar preocupado.
Ramon Melo
Alguns sites oferecem essa opção, como a iTunes Store. Mas não há a opção de legendas em português e o DRM impede que você baixe uma legenda alternativa. Continua com o torrent que é melhor.
@nerdmor
Estou nessa. Assisto as séries via torrent, depois vou lá e compro o box com os discos. Não faz sentido pagar R$300/mes pra assistir 3 séries que eu curto, e, mesmo assim, no horário que eles querem. Eu compraria os episódios 1 a 1 se fosse possível, ao preço do DVD (que dá algo como R$5 por ep), mas não tenho essa opção.
@qgustavor
Como assim corrompidos?! De um dia para o outro as verificações de CRC pararam de funcionar?! Eu já tive essa ideia! Quero meu royalites! ( Baixei um torrent com vírus, para evitar que outros pegassem-o quis corromper o arquivo e o enviar, mas a verificação de CRC detectava e não enviada, ou não recebia )
Turdin
Eu esperaria 3 semanas tranquilamente, se fosse continuar a mesma putaria de preços de hoje.
Marcos
Nó!!! Vc também usou o Soulseek?...Eu gostava muito do Winmx. Mas usei o Soulseek, o Piolet, o iMash e, é claro os mais populares como o Ares, o Kazaa Light ( cheguei a comprar o Kazaa Plus!!! ) e, o que eu mais gostei durante meus tempos de Windows, eMule! Vou te contar, foi o que mais doeu quando deixei o Windows pra lá, ter que abandonar o eMule!!! Eu fazia parte de tantas comunidades eDonkey brasileiras. Era tão bom...Agora só torrents mesmo. Uso o Transmission. Muito bom mesmo.
tecnoblogmascarado
Acho que as empresas deveriam acabar e só ter programas, filmes e jogos indies.
Marcio Neves Machado
Sim, mas como a forma como você procura e baixa arquivos é diferente isso pode até atrapalhar um bocado no Kazaa/eMule, mas afeta em praticamente nada para Torrents
Exibir mais comentários