Em um mundo que só costuma dar atenção a tablets e smartphones de todos os formatos e sabores, a HP deixou alguns modismos de lado e resolveu tirar o dia para mostrar o que sempre fez de melhor. A empresa anunciou na quarta-feira (9) uma série de novos portáteis da linha Envy que terão a missão de combater os peso-pena de outros fabricantes assim que chegarem às prateleiras. E não são apenas ultrabooks.

Os modelos do Envy Ultrabook exibem telas de 14 ou 15,6 polegadas e ambos podem ser configurados com chips das famílias Sandy Bridge (segunda geração) ou Ivy Bridge (terceira geração). Com até 256 GB de armazenamento SSD, tem bateria com 9 horas de autonomia e compensa a falta de novidades que esconde sob o capô com um precinho camarada. A HP afirma que os modelos começarão a serem vendidos a partir de 20 de junho por US$ 750 para o 14 polegadas e US$ 800 no 15,6 polegadas – um desconto nada modesto em relação aos outros Ultrabooks do mercado.

O membro mais curioso da família é o Envy Sleekbook. Também disponível em 14 e 15,6 polegadas, os modelos usam processador Intel Ivy Bridge ou dispõem de uma unidade de processamento integrado (APU) AMD, o que obriga a HP a abandonar o sobrenome do restante da família. De acordo com a HP, os Sleekbooks oferecem desempenho superior em jogos e edição e vídeo, e mantém as formas enxutas dos outros modelos mostrados hoje, com a vantagem de ter preços a partir de simpáticos US$ 600.

Por fim, o Envy Spectre XT é um Ultrabook com tela de 13,3 polegadas, que esconde um processador Intel Core i5, 4 GB de RAM e até 256 GB SSD em suas compactas entranhas com 1,45 cm de espessura. A fabricante diz que o modelo tem bateria capaz de rodar o Windows 7 por até 8 horas, e poderá ser comprado a partir de 8 de junho por US$ 1000. Já o Envy Spectre 14 tem quase a mesma configuração, com exceção de sua tela de 14 polegadas e corpo (quase) inteiramente revestido em vidro, que já podem ser seus lá fora por módicos US$ 1,4 mil.

Com informações: Wired.